A busca ativa vai ser acontecer também nas Barreiras Sanitárias que foram instaladas dentro da cidade - Arquivo

Decisão foi anunciada nesta segunda-feira (18), durante apresentação de pesquisa por amostragem por vídeo conferência com o prefeito Aluízio Júnior, sobre real cenário de coronavírus

 

O prefeito de Macaé, Alúzio Júnior, anunciou na manhã desta segunda-feira (18), uma decisão importante durante uma coletiva com a imprensa, após apresentar o balanço e a estratégia contra Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Caso o número de leitos clínicos para pacientes mais graves ultrapasse os 60% de taxa de ocupação, segundo o prefeito, o município vai decretar lockdown, o bloqueio total, controle mais rígido que o isolamento social.

Os leitos para pacientes mais graves são os de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e as salas de estabilização, locais que exigem equipamentos especializados e mais profissionais de saúde envolvidos.

Macaé permanece em estado de atenção para a Covid-19 e vai adotar a busca ativa para identificar possíveis pacientes com a doença. A ideia é ter uma percepção real do número de pessoas contaminadas e as equipes das Estratégias da Saúde da Família vão visitar as pessoas cadastradas.

A busca ativa vai ser acontecer também nas Barreiras Sanitárias que foram instaladas dentro da cidade e todas as pessoas que forem atendidas vão passar pelo teste sorológico.

O lockdown é a versão mais rígida do distanciamento social e quando a recomendação se torna obrigatória. É uma imposição do Estado que significa bloqueio total. No cenário pandêmico, essa medida é a mais rigorosa a ser tomada e serve para desacelerar a propagação do novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here