Parte da equipe da Liga Macaense de Desportos, Juper Ribeiro, Mário Luiz, Wanderson Agostinho, Robson Agostinho, Ronaldo Gomes e Tiago Ferreira. Divulgação

Com o objetivo de fortificar a sua estrutura em Macaé, a associação vem trabalhando internamente em prol da retomada dos trabalhos

Buscando revitalizar seu espaço em Macaé, a Liga Macaense de Desportos, fundada em 1942, visa novas parcerias a fim de se reestruturar na cidade por meio das leis estaduais e federais de incentivo ao esporte.

Segundo Wanderson Agostinho, presidente da liga, o Complexo do Expedicionário será a sede dessa iniciativa. “O espaço é adequado. Teremos amostras permanentes das nossas atividades. A população do entorno será beneficiada, esporte, cultura, artesanato e gastronomia constantes. Tudo cercado de uma infraestrutura impressionante”, ressalta.

Apesar das atividades suspensas por conta da pandemia do coronavírus, onde o isolamento social é a principal medida protetiva contra à proliferação do vírus, a liga segue trabalhando internamente em busca de apoiadores, almejando assim, uma retomada pautada através de um planejamento estratégico.

Vale lembrar ainda que a Liga Macaense de Desportos vem realizando inúmeras ações sociais no município, entre essas, a doação de cestas básicas, doação de sangue e várias outras, contemplando não só aos envolvidos na liga e nos clubes, como a sociedade em geral.

“Vamos buscar parcerias com o SESC, FIRJAN e outros patrocinadores, como com o município, se possível. Queremos revitalizar nosso espaço. Criar um centro de recuperação do atleta amador, com cursos de arbitragem e vários outros. Além disso, queremos expandir a liga, que é desportiva e, não somente, de futebol. Ela cabe à todo e qualquer desporto amador”, destaca Juper Ribeiro, responsável pelo marketing da liga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here