Congestionamento tem sido frequente na Avenida Amaral Peixoto desde a implantação das barreiras sanitárias - Foto: Twitter de Letícia Carvalho

Apesar da implantação das ‘blitzen sanitárias’, na última segunda-feira (11), chegar ou sair de Macaé continua sendo difícil

Na última terça-feira (12), morosidade encontrada na Rodovia Amaral Peixoto, trecho que liga Macaé à Rio das Ostras, fez com que inúmeras pessoas chegassem atrasadas em seus locais de trabalho.

“Faço este trajeto de segunda-feira a sexta-feira e tem sido uma missão desafiadora. Muita demora e, muito desrespeito conosco, que acordamos cedo por diferentes motivos. Trabalho em Rio das Ostras e precisei avisar aos meus patrões o motivo dos meus atrasos, o que ameaça querendo ou não o meu emprego”, disse Maria Cristina Dias.

Visando agilizar os testes epidemiológicos nos indivíduos que entram e saem do município por meio de veículos, as ‘blitzen sanitárias’ foram instauradas pelo prefeito de Macaé, Dr. Aluízio, na última segunda-feira (11), entretanto, os acessos ainda se encontram sem um dinamismo, indo na contramão de quem se desloca diariamente para trabalhar e precisa cumprir horários.

Com os agentes em saúde e sanitária, agentes de trânsito e guardas municipais atuando, as barreiras sanitárias foram implantadas no dia 23 de março em Cabiúnas, no Parque Aeroporto, Parque de Tubos e na RJ-168, objetivando conter a disseminação do COVID-19 na Capital Nacional do Petróleo.

E, pensando em flexibilizar os serviços, visto que visam fiscalizar as pessoas sem que precisem descer dos seus veículos, o prefeito implantou as chamadas ‘blitzen sanitárias’ na Ponte da Barra e, na Linha Azul, o que vem provocando engarrafamentos em mais trechos pela cidade.

“Fico com pena dos que têm horários a cumprir diariamente. Sou motorista e, todos os dias, fico preso em algum engarrafamento. Outro dia uma passageira que trabalha no Centro, desceu do carro na altura da Barra e foi andando até o local de trabalho”, revela motorista de aplicativo que prefere não se identificar.

Vale lembrar que, as alturas em que as barreiras sanitárias estão funcionando são:

Parque de Tubos – Estacionamento das vans, no Terminal Parque de Tubos.

RJ-168 – Barreira Pedreira, em frente à empresa Tiguer.

Cabiúnas – Barreira Cabiúnas, em frente ao Trevo de Carapebus.

Barreira Infraero – na Infraero, em frente à entrada do Parque Aeroporto.

Linha Azul – Barreira em frente ao Hotel de Deus, das 6h às 9h. Depois a equipe é deslocada para um dos postos de vacinação

Ponte da Barra – Barreira da Ponte da Barra, das 6h às 9h. Depois a equipe é deslocada para um dos postos de vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here