A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta terça-feira (12/1) a 79ª Fase da Operação Lava Jato, denominada Operação Vernissage, que visa apreender provas adicionais da prática de crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa dos investigados, no período compreendido entre os anos de 2008 e 2014.

A operação investiga contratos entre a Petrobras Transporte S.A (Transpetro) – subsidiária da Petrobras, dedicada ao transporte e a logística de combustível no Brasil– e empresas pertencentes ao grupo empresarial Estre, em decorrência de contratos por elas firmados com a Transpetro. Trata-se de um aprofundamento da 65ª Fase da Operação Lava Jato, denominada Galeria.

A atual operação é derivada de acordos de colaboração premiada e de provas obtidas em operações anteriores, que revelaram a prática da aquisição de diversas obras de arte de modo subfaturado e de transações imobiliárias, a fim de lavar as quantias obtidas ilicitamente a partir dos contratos celebrados pelo Grupo Estre e a Transpetro.

Participam, pela Receita Federal, 10 auditores fiscais e analistas-tributários que, desde a madrugada, atuam nas cidades de São Luís (MA), Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ) na execução de parte dos 10 mandados de busca e apreensão expedidos pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba (PR), que estão sendo cumpridos nestas cidades.

Fonte: Governo Federal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here