Julius Mack comanda o sucesso dos cursos de Dança Contemporânea, Alongamento, Dança Experimental e Dança de Rua, com a particularidade de envolver o movimento da dança à saúde

Com a arte pulsando forte em sua veias, múltiplo artista (pesquisador do corpo, fotógrafo, cantor e bacharel em dança pela UFRJ, e ainda karateca e capoeirista) é o responsável em transmitir todos os seus conhecimentos teóricos e metodológicos em expressivos cursos na cidade. Trata-se de Julius Mack, que conquista um destaque maior na cidade e nos municípios da região, ao ministrar cursos de dança pioneiros. Aos 31 anos e residente em Macaé, o artista comanda o sucesso dos cursos de Dança Contemporânea, Alongamento, Dança Experimental e Dança de Rua, com a particularidade de envolver o movimento da dança à saúde.

A novidade é resultado de longas pesquisas sobre o assunto, desenvolvendo métodos e técnicas que vêm gerando bons frutos para a saúde de seus alunos e melhor qualidade de vida de todos.

Por outro lado, Julius Mack vem ministrando com sucesso palestras e workshops sobre temas dos mais interessantes, como por exemplo Dança e Saúde, Dança e Artes Marciais e Fotografia.

“A saúde do corpo é o bem mais precioso que temos na vida; é a nossa morada. E onde há movimento, há vida, e isso não tem a ver com idade”, declarou Julius, acrescentado que ele tem alunos das mais diversas faixas etárias, desde o início da adolescência até pessoas com setenta anos.

Atualmente ele leciona em vários lugares de Macaé, porém sua sede de pesquisa está situada na Praia Campista, o Buhay Studio de Dança, de propriedade de sua irmã, a bailarina Jhô Garcia, que traz para Macaé o primeiro espaço de artes do Brasil cujo nome representa o país asiático chamado Filipinas. “É um lugar de arte diferenciado que valoriza as verdadeiras potencialidades do ser humano, impulsando para que ele encontre sua própria dança na vida”, disse Julius, comprovando que a sua história profissional na dança deixa a lição de que a arte somada a força de vontade junto com a experiência e perseverança pode transformar uma vida.

Pesquisador da vida!

As pesquisas corporais de Julius Mack foram iniciadas com o karatê em 1999. Sua experiência observando cada movimento executado de forma disciplinada pela busca constante e de maneira profunda em cada golpe aprendido trouxe riqueza de detalhes e várias nuances do movimento. Com treinos diários e intensos durante dois anos, sua formação corporal inicial no karatê o estruturou para que no futuro a dança fizesse parte da sua vida por um viés diferenciado.

A parte filosófica do karatê, a qual ensina que a arte marcial não se encerra no dojo, trouxe esse aprendizado para sua dança e maneira de lecionar, pode se dizer que ele é um samurai que dança. As pesquisas de Julius vão além do karatê, já que elas se expandem para outras artes marciais como: capoeira, judô e kung fu.

Depois da uma vasta experiência fora do Brasil atuando como profissional em uma companhia de dança em vários países, como Inglaterra, França, Espanha, Suíça, Suécia, Hungria, Benin (África), Nova Caledônia, Guadalupe, Alemanha, Holanda, Áustria, Bélgica e Itália, Julius percebeu o potencial da dança através das mais diversas culturas nos festivais e workshops na qual participou.

Julius Mack

Graduando Bacharelado em Dança pela UFRJ, Julius Mack promove aulas de dança que integram os conhecimentos de diversas técnicas corporais como: dança de rua, dança contemporânea, contato improvisação, danças populares, danças de terreiro, yoga, karatê, capoeira, massagem e meditação. Todas essas práticas são conduzidas com base nos estudos de anatomia, conhecimentos adquiridos durante a faculdade de dança, para que o aluno tenha mais possibilidades de conhecer melhor o seu corpo (músculos, articulações, ossos, órgãos, etc). Não há padrão de um corpo ideal para fazer as aulas de dança do Julius. Todas motivações de quem procura dança são acolhidas: perder caloria, hobby, diminuir o estresse, melhorar a técnica como bailarino, melhorar a desenvoltura num esporte, melhorar o alongamento e postura, trabalhar a timidez, etc.

Sua estrutura de aula perpassa por vários momentos: parte técnica, improvisação, alongamento e exercícios de autoconhecimento em movimento. Um dos trabalhos recorrentes são os exercícios no chão que ajudam os alunos a perceberem com mais profundidade o contorno do seu corpo, ou seja, o chão facilita com que o tempo todo várias partes do corpo do aluno estejam em contato com outra superfície comumente não tocadas ampliando a consciência do corpo com naturalidade.

No decorrer da sua vida artística e pessoal percebeu a importância da dança para a saúde, pois ele mesmo é um dos beneficiados com essa prática corporal. Diagnosticado em 2010 com uma doença autoimune chamada artrite reumatoide, Julius ressignificou toda sua trajetória na dança como um processo de autocura, mergulhando em vários estudos e pesquisas na dança e outras práticas corporais em busca de conhecimentos que fizessem melhorar sua técnica como bailarino e também sua metodologia de aula voltada para saúde.

Em pesquisas via internet procurou por pessoas com a mesma faixa etária que a sua e com o mesmo diagnóstico, assim percebeu que grande parte destas possuíam alguma limitação de movimento como sequela de alguma crise da doença. A partir dessa pesquisa virtual, pode entender que a dança trouxe benefícios a sua vida de maneira eficaz e que precisava compartilhar com outras pessoas esse caminho para que outros pudessem também melhorar sua saúde. Graças a dança, Julius não possui sequelas nas articulações. Para ele é como um movimento de gratidão.

A história desse profissional de dança nos deixa a lição de que a arte somada a força de vontade junto a experiência e perseverança pode transformar uma vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here