Instrutores sem registros são flagrados em academias

932
Exercício ilegal de Educação Física foi flagrado em academias de Macaé

Fiscalização foi em academias do Lagomar, Centro e Mirante da Lagoa

Três instrutores de educação física sem registro de formação acadêmica foram flagrados atuando em academias de Macaé. A fiscalização foi feita entre segunda (7) e quarta-feira (9) em academias do Lagomar, Centro e Mirante da Lagoa. Os falsos profissionais foram levados para a 123ª Delegacia de Polícia Civil.

Houve fiscalização do Conselho Regional de Educação Física (CREF1) também em Carapebus e Conceição de Macabu. Na ação, foram encontrados quatro estabelecimentos sem registro e sem responsável técnico, três estabelecimentos em funcionamento sem a supervisão de um profissional e oito profissionais atuando sem suporte Básico de Vida.
As irregularidades desrespeitam a lei nº 7696/2017 que dispõe sobre a obrigatoriedade das academias, clubes, associações, escolinhas esportivas e demais organizações que oferecem serviços de atividades físicas, esportivas e similares, de apresentarem profissionais de educação física capacitados para o atendimento de emergência durante todo seu período de funcionamento.

Segundo a supervisora de Fiscalização do CREF1, Giovanna Pereira, as ações da fiscalização têm o objetivo de defender a sociedade e zelar pela qualidade dos serviços profissionais oferecidos.

“Ter a presença do profissional de educação física em locais onde se pratica as mais variadas formas de atividade física, como academias, estúdios, clubes, entre outros, além de obrigatória, é fundamental, pois ele irá orientar de forma segura e eficiente a prática de exercícios”, disse.

Orientação do Conselho 

É necessário verificar se o estabelecimento que oferece a atividade possui registro de Pessoa Jurídica no CREF1 e se o profissional que está orientando a atividade tem registro profissional.

A ausência do registro no sistema Confef/Crefs é a maior prova da ausência da habilitação. Então, quem malha na academia deve solicitar ao responsável pela atividade a carteira profissional ou documento oficial com foto. Acesse o site do CREF1 e pesquise pelo número do registro ou nome completo.

Havendo constatação da prática ilegal da profissão, a denúncia deve ser feita pela internet. No sistema é possível anexar fotos e vídeos da atividade, bem como detalhes de horário, dia da semana e nome do estabelecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here