Auditório ficou lotado de professores, diretores de escolas e membros de órgãos da segurança pública - Maurício Porão Secom

Documento será encaminhado ao Executivo para que sejam realizadas ações que garantam, efetivamente, a segurança nas escolas

Prevenir a violência nas escolas, as questões envolvendo o bullying e como tornar o ambiente escolar mais atrativo para alunos, profissionais e a comunidade no entorno foram os destaques do II Fórum Municipal de Segurança Escolar, realizado por meio da Secretaria de Educação, na tarde de quarta-feira (22).

O auditório Claudio Ulpiano, na Cidade Universitária, ficou lotado de professores, diretores de escolas e membros de órgãos da segurança pública que se uniram na elaboração de um documento a ser encaminhado ao Executivo para que sejam realizadas ações que garantam, efetivamente, a segurança nas escolas.

O secretário Municipal de Educação, professor Guto Garcia, disse que a violência é, atualmente, o principal desafio das escolas. “Este Fórum, a partir dos grupos de trabalho, é importante para definirmos as ações a serem tomadas. A Secretaria de Educação de Macaé já realiza o trabalho de proporcionar bem estar no ambiente escolar oferecendo atividades para deixar o aluno o maior tempo na escola, como o reforço escolar, a Robótica, jogos marciais e outras que proporcionam qualidade de vida escolar aos alunos e profissionais. Mas unir forças para resolver a questão da violência nas escolas é fundamental e é tarefa de todos: governo, sociedade, pais, alunos, profissionais”, destacou.

Um dos assuntos discutidos foi “Bullying no Ambiente Escolar: Estratégias para Prevenção e Enfrentamento do Tema”, com a promotora do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Regiane Cristina Dias Pinto. Segundo ela, a escola não tem como impedir que o bullying aconteça, mas tem a responsabilidade de prevenir, identificar, encaminhar e erradicar. “Daí a importância de eventos como este Fórum, que une órgãos da segurança tratando do assunto, os direitos e obrigações. O professor precisa estar qualificado para identificar os casos de conflitos e encaminhar ao sistema que deve estar preparado para acolher e resolver”, enfatizou. Ela destacou a recente lei nº 13.185/2015 que trata do bullying, seus conceitos, características morais, físicas, materiais, sociais, virtuais e outras e disse que “não há escola sem casos de bullying”.

Também foi tema do Fórum “Violência Escolar e Medidas de Prevenção”, com o coordenador de Policiamento e Proximidade, do 32º Batalhão da Polícia Militar (BPM), major Leonardo Nogueira; e o trio de palestras encerrou com “A Segurança Escolar em Macaé: Prevenir, Apoiar e Educar”, com o coordenador geral de Apoio Preventivo e Educativo, José Carlos Moreira França.

Em seguida, os participantes se reuniram em cinco grupos temáticos para discutirem as ações que constarão do documento público que será divulgado em breve. O primeiro sobre “Infraestrutura: Ações a Serem Realizadas para a Melhoria da Segurança das Escolas”; o segundo, “Recursos Humanos: Análise do RH para Melhoria da Segurança Escolar”; o terceiro, “Escola: Como Melhorar a Segurança Dentro da Sala de Aula e Dentro da Escola?”; o quarto, “Entorno da Escola: Como Melhorar a Segurança no Entorno da Escola?”; e o quinto e último, “Violência Virtual: Como Enfrentar a Violência Virtual?”.

Compuseram a mesa de abertura do Fórum, o secretário Guto Garcia; a promotora Regiane Pinto; a coordenadora da 8ª Região da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, Karen Simões Rosa e Silva; o delegado da Polícia Civil da 123ª Delegacia de Macaé, Filipe Poeys Lima; o major Leonardo Nogueira; e o secretário municipal de Ordem Pública, Daniel Bandeira.

O I Fórum, realizado em junho do ano passado, uniu forças no combate à evasão escolar e as ações desta força-tarefa são acompanhadas em encontros sucessivos sobre os resultados do trabalho implementado pela Secretaria Municipal de Educação nas escolas e junto aos órgãos competentes para garantir a segurança de alunos, servidores e a comunidade no entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here