Marcos Cruz, professor e diretor-geral do IFF Campus Macaé. Foto: Lívia Alves, comunicação.

Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, desenvolvido pela instituição, apoia os estudantes durante a crise econômica acerca da pandemia do coronavírus

Visando garantir a alimentação básica aos seus estudantes diante da crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus, o Instituto Federal Fluminense (IFF) – Campus Macaé desenvolve o Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, auxiliando-os sob vigência de três meses, inicialmente, durante o período de suspensão das aulas. A iniciativa vem cooperando com o isolamento social, principal medida protetiva no combate à propagação do vírus.

Segundo Marcos Cruz, professor e diretor-geral do Campus Macaé, os recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), que seriam utilizados na alimentação dos estudantes no período letivo (merenda e auxílio-alimentação), com um suporte da verba do custeio da instituição, serão convertidos nas ações previstas neste Programa, atendendo-os, durante a suspensão das aulas, em suas residências.

“Entre as ações previstas no programa estão a oferta de cestas de alimentos e auxílio financeiro por pelo menos três meses, no valor de R$200,00, podendo ainda o estudante ser direcionado para orientação nutricional e social”, ressalta.

De acordo com Suéllen Chrisóstomo, diretora de Políticas Estudantis do IFF Campus Macaé, o programa foi proposto e idealizado, sob caráter emergencial, por Débora Spotorno e Jéssica Monteiro, assistentes sociais, juntamente à Alessandra Paravidino, nutricionista, com o objetivo de cooperar com as situações socioecômica e alimentar dos estudantes, oferecendo ainda o serviço de acompanhamentos assistencial e nutricional, uma vez que a maioria dos estudantes advindos da PNAES do campus apresenta renda familiar proveniente de trabalhos informais, sujeitos a perdas severas nas rendas e, consequentemente, no acesso e na qualidade dos alimentos.

Vale pontuar que, durante o ano letivo regular, a instituição oferece aos estudantes à margem de vulnerabilidade social, quatro refeições diárias, sendo essas, café da manhã, almoço, lanche da tarde e lanche da noite. Entretanto, com a suspensão das aulas presenciais, além do não acesso a uma alimentação balanceada e de qualidade, há ainda um aumento na demanda familiar, visto que os estudantes estão integralmente em suas casas.

Com as inscrições entre os dias 18 e 24 de maio através do site http://cdd.iff.edu.br/documentos/editais/macae/2020/maio/edital, a análise dos estudantes inscritos vem sendo feita com base na Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA, 2014), própria para medir de forma direta a segurança alimentar e nutricional de uma população brasileira e, com base nos dados socioeconômicos levantados no formulário de inscrição.

O resultado preliminar foi publicado na última quarta-feira (27), após criteriosa análise dos questionários aplicados. Com relação ao auxílio financeiro, todos os 160 estudantes inscritos foram contemplados. Neste sentido, a seleção dos estudantes atendidos ao longo da vigência do programa se fará necessária apenas, caso o número de inscritos ultrapasse a capacidade de atendimento com as cestas de alimentos. Contudo, os alunos eventualmente não contemplados com estas ações poderão, ainda assim, ser atendidos pelas demais.

De acordo com a organização, quanto à distribuição das cestas básicas, comunicados serão publicados periodicamente, mediante a disponibilidade de itens alimentícios, bem como disponibilidade orçamentária, durante toda a vigência do programa, podendo haver uma ou mais chamadas mensais, através dos referidos comunicados.

É preciso ressaltar que desde o início da pandemia do COVID-19, o IFF Campus Macaé vem realizando ações sociais que contemplem aos seus estudantes. Em março, as assistentes sociais do campus, levando em consideração as bases de análises socioeconômicas do Programa da Assistência Estudantil, conseguiram beneficiar mais 28 estudantes desse grupo para recebimento do benefício no valor de R$ 400,00.

Já no mês de abril, com a extensão do período de afastamento social, foram contemplados mais 60 estudantes desta lista de espera, todos para atendimento emergencial, por pelo menos três meses. Nessas ações foram utilizados os recursos financeiros do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) que seriam gastos com o programa de auxílio-alimentação dos alunos, durante as atividades presenciais nos meses de março e abril. Logo, esse cálculo é feito mês a mês, de forma que a cada mês novas ações sejam instituídas.

Para a continuidade das doações de cestas básicas, o IFF Campus Macaé está adquirindo novos itens utilizando o recurso do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que seria utilizado para compra de itens alimentícios para uso na merenda escolar durante as aulas presenciais, que permanecem suspensas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here