Esse ano o tema é: “Empoderando mães e pais, favorecendo a amamentação” - Divulgação

Quarta edição da Hora do Mamaço acontecerá neste sábado, a partir das 9h30, na Praia de Imbetiba

Considerado fundamental para o desenvolvimento, o leite materno deve ser insubstituível, pelo menos, nos seis primeiros meses de vida de um indivíduo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o aleitamento materno é a melhor forma de fornecer ao recém-nascido todos os nutrientes necessários para um crescimento saudável. Celebrando a Semana Mundial de Aleitamento Materno, no dia 3 de agosto, acontecerá a quarta edição da Hora do Mamaço. Em Macaé o evento acontecerá das 9h30 às 11h30, na Praia de Imbetiba.

Segundo uma das responsáveis pelo evento na cidade, Letícia Andrade, nas edições anteriores foram cerca de 150 pessoas participantes. O evento, sem fins lucrativos, conta com o apoio de empresas do município. Esse ano o tema é: “Empoderando mães e pais, favorecendo a amamentação”. Neste dia, a programação contará com a presença de alguns profissionais de saúde que atuam em defesa do aleitamento infantil para tirar as dúvidas das mães.

Também terá um piquenique colaborativo, onde serão compartilhadas histórias de superação materna. Lembrando que o evento é gratuito. A organização ressalta que também são bem-vindas mães e bebês que não são alimentados ao seio, pois trata-se de um encontro de acolhimento.

O evento é uma programação integrada à ação da WABA (World Alliance for Breastfeeding Action), criada em 1948, pela OMS. Os organizadores explicam que a iniciativa tem caráter de conscientização social da importância do ato de amamentar.

Esse simples gesto protege a criança de muitas doenças, sem contar que cria um vínculo mais forte entre a mãe e o bebê. Apesar dos diversos benefícios, muitas mães acabam optando por outros métodos, o que não é recomendado.

Além do bebê, a amamentação traz benefícios para a lactante. Entre eles estão: a redução de peso mais rápida após o parto, e redução dos riscos de hemorragia, anemia, diabetes e câncer de mama. No mundo inteiro, cerca de 155 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade estão abaixo do peso, 52 milhões com caquexia e 41 milhões com excesso de peso.

Dados mostram que em países de baixa e média renda, os bebês amamentados até a idade mínima tiveram um risco menor de morte no primeiro ano em comparação aos que nunca foram.

Conscientização no mundo inteiro

Em 1991, foi fundada a Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação (WABA), que criou, no ano seguinte, a Semana Mundial de Aleitamento Materno, adotada em 120 países. No Brasil, a Semana Mundial de Aleitamento Materno (Smam) é coordenada pelo Ministério da Saúde, sendo executada pelos órgãos estaduais e municipais. Ações da iniciativa privada também contribuem com a conscientização da população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here