A tarde desta quarta-feira (6) será destinada à diversão da criançada. Trata-se do Teatro Sesi Macaé, que apresenta a peça infantil ‘Ombela – A Origem das Chuvas’, que acontece a partir das 15h. O ingresso custa R$ 12 (inteira) e a classificação etária é livre. O Teatro do Sesi Macaé fica na Alameda Etelvino Gomes, 155 (Bairro Riviera Fluminense).
O espetáculo ‘Ombela – A Origem das Chuvas’ mostra que, para alguns, a chuva é bênção. Para outros ela chega sem avisar e com a força da tragédia. Ombela é uma deusa que, ao chorar de tristeza, fez nascer a chuva. Nem sempre é tempo de estar alegre e até os deuses têm seus dias ruins. O pai de Ombela ensina que chorar pode ser bom e que a alegria pode fazer surgir um outro tipo de lágrima. Hora para sorrir e hora para chorar. Ombela aprende que há tempo para tudo e com a ajuda de seu pai, suas lágrimas doces e salgadas encontram outros lugares para ir todos os dias.

OMBELA, a origem das chuvas Foto Divulgação/ Renato Mangolin

União de talentos

A partir dessa fábula, contada no livro infantil Ombela – A Origem das Chuvas, o autor angolano Ondjaki apresenta o mito que fala da origem das chuvas. Com o espetáculo vamos contar a história dessa pequena deusa através de canções e imagens oníricas, convidando o público infantil e sua família a mergulhar na mitologia de Ombela, que significa chuva em Umbundu. Em cena, seis atores e três músicos contam a saga da pequena deusa que aprendeu a fazer chover usando suas lágrimas.

Ombela é um espetáculo lúdico, que mistura teatro e música e convida seu público (crianças e adultos) a viajar nas descobertas da pequena deusa que faz chover. A adaptação da obra é assinada por Mariana Jaspe e Ricardo Gomes, direção de Arlindo Lopes, direção musical de Jonas Hocherman Correa e Maria Clara Valle. No elenco, Barbara Sut fará o papel de Ombela e vem acompanhada de Bukassa Kabengele, Mariana Sancar, Marília Lopes, Renata Vilela e Orlando Caldeira.

‘Ombela – A Origem das Chuvas’

‘Ombela – A Origem das Chuvas’ conta a história de uma deusa menina, africana, a deusa das chuvas, que está começando a entender os seus sentimentos. O pai de Ombela lhe explica que é importante sentirmos todas as emoções, pois faz parte da evolução, até dos deuses. O que ela não sabe é que suas lágrimas dão origem aos nossos mares e rios e as perguntas seguem na sua cabeça. Curiosa e inquieta percebe que seu pai está diminuindo de tamanho e decide partir do Orum até o Ayé, Céu e Terra em yoruba, no futuro, em outro tempo, com o intuito de buscar as respostas para tantas perguntas que afligem seu coração. Em sua viagem encontrará divindades africanas que trarão muitos ensinamentos. Junto com a sua inseparável amiga, uma rã, ela irá aprender à lidar com suas emoções, vai descobrir a importância da chuva e ensinará para o seu pai tudo o que aprendeu em sua jornada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here