Foto Rui Porto Filho

Um verdadeiro breu se abateu sobre a orla da Praia do Pecado. Dos dois extremos da via de acesso ao bairro nobre, nenhuma lâmpada dos postes da rede de iluminação pública funcionaram no sábado (2) e domingo (3). Os frequentadores e moradores do local reclamam, não apenas do apagão, mas da incidência dos bandidos. Se na região do IPTU mais caro da cidade está assim, imagina nos bairros pobres e comunidades da periferia?

Social

É fato que a tragédia envolvendo a morte de duas crianças abrigadas no CEMAIA, unidade de proteção de menores vítimas de violência ou em condição de risco, exige do Judiciário rigor na apuração do caso, além de uma restruturação do serviço de acolhimento da prefeitura. As crianças morreram em um incêndio em um barraco na Malvinas, após fugirem com outros três menores do abrigo situado na Virgem Santa.

Segurança

O policiamento está redobrado nas ruas da cidade. Um ponto positivo para a ostensividade que ajuda a manter os bandidos distantes. Porém, as blitzen realizadas em pontos de grande movimentação de veículos só ajuda a causar mais problemas no trânsito. Os trechos mais sensíveis são a descida da Ponte Ivan Mundim e na Rua São João, onde o abrigo de passageiros que substitui o Terminal Central deixa o tráfego em meia pista.

Recomeço

A Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) entra em uma nova frente de trabalho com objetivo de resgatar o setor varejista local. O objetivo agora é firmar parcerias para aliviar o peso de encargos tributários e tornar o negócio bem mais eficiente, algo atingível também por capacitação e orientação de especialistas. Há a expectativa de um novo momento para a economia da cidade e todos precisam se preparar.

Referência

Além do marco de ser a primeira mulher a ocupar a primeira secretaria da Câmara dos Deputados, Soraya Santos (PR) marca a sua história em Macaé como uma das principais representantes do município no Congresso Nacional. Macaense, a deputada fez trajetória política no Rio de Janeiro e garantiu ainda avanços nas discussões sobre a concessão do Aeroporto de Macaé. Em breve ela retornará à cidade.

Secretaria

Outro macaense que se destaca na composição da presidência de parlamentos é Chico Machado (PSD), que passa a ocupar a cadeira da quarto secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Articulado, o parlamentar já conquistou espaço junto ao secretariado do governo de Wilson Witzel (PSC). Não restam dúvidas de que ele fará um grande mandato no parlamento.

Turismo

Já Welberth Rezende (PPS) cavou a presidência da Comissão de Turismo da Alerj e vai conseguir desenvolver projeto focado em estimular novas regiões, em especial, a de Macaé. Com proximidade na composição da presidência da Assembleia, Welberth também já firmou diálogo com secretários do Estado. Entre as principais ações está a revitalização de escolas estaduais locais, em especial o Mathias Neto e o Luiz Reid.

Convênio

Falando em escolas, demorou para o governo municipal tomar iniciativa de assumir as obras da escola padrão que começou a ser construída pelo Estado em 2014. O projeto orçado em R$ 13 milhões ainda depende de R$ 7 milhões para ser concluído. A previsão é atender 800 adolescentes em formação do ensino médio, migrando de forma direta para o ensino profissionalizante. O pedido de convênio foi encaminhado pelo governo ao Estado na última quinta-feira (31).

Posições

A Câmara de Vereadores iniciará os trabalhos legislativos de 2019 na quarta-feira, dia 20. E, com novas posições dos parlamentares, há a expectativa de que os debates se tornem mais calorosos ao longo dos próximos meses. Esta também será uma prévia para o período pré-eleitoral da sucessão, que ocorrerá em 2020. A verdade é que, independente de oposição ou situação, o parlamento vive hoje um processo de enfraquecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here