A edição conta com novidades como o Enem Digital; inscrições começam em maio.

 

Os editais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 já estão disponíveis para consultas dos estudantes. São dois editais liberados pelo Inep na manhã desta terça-feira (31): um para a versão impressa da prova e, outro, para o Enem Digital, novidade desse ano que será testada pela primeira vez. O período de inscrição para o Enem 2020 será de 11 a 22 de maio, no Sistema Enem.

Os estudantes poderão se inscrever na Página do Participante ou no Aplicativo Enem. No entanto, o Inep faz um alerta importante: o participante que optar por fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

Nesta edição, serão disponibilizadas 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pela edição digital, conforme distribuição das vagas previstas no edital. Esse novo modelo de prova está sendo implantado de forma progressiva, com previsão de consolidação até 2026. Quanto à estrutura do exame no formato digital, será igual à versão impressa.

Inscrições Enem 2020

O Sistema Enem ficará responsável pelo processo de inscrição do Enem 2020, tanto para a versão impressa quanto para a digital. Porém, o Enem Digital, segundo o edital, nesse primeiro ano não estará disponível para “treineiros” e não promoverá atendimento especializado, por se tratar de fase piloto de implantação do novo modelo.

O valor da taxa de inscrição continua R$ 85, que deverá ser pago até 28 de maio, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU).

A estrutura do exame não foi alterada e será mantida a aplicação de quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Segurança nas provas

O edital também traz outra novidade visando a segurança na aplicação das provas. Durante a inscrição do candidato será obrigatória a inclusão de foto atual do participante no sistema de inscrição. A medida visa tornar mais segura a identificação do candidato no momento da prova.

Isenção

A solicitação da isenção da taxa de inscrição do Enem poderá ser feita a partir do dia 6 de abril, conforme o edital do Enem 2020. Para ter direito ao benefício, o candidato deve se enquadrar em um dos três perfis listados abaixo. Para os participantes que solicitaram isenção em 2019, mas não compareceram nos dois dias de prova e querem solicitar nova isenção para 2020, será preciso fazer a justificativa de ausência. Tais procedimentos devem ser feitos pela internet, na Página do Participante, com acesso pelo computador ou celular.

Quem pode solicitar isenção no Enem 2020:

  • Estudante que está na última série do Ensino Médio, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar.
  • Candidato que cursou todo o Ensino Médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio.
  • Cidadão em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Para comprovar, deverá informar o Número de Identificação Social (NIS), único e válido, além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

 

*Com informações do Inep

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here