Empresário vai a Brasilia fazer reivindicações de interesse de Macaé

372

João Lemos (Pacific Catering) visita a Câmara dos Deputados, em Brasília, e a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), levando uma carta de Reivindicação de Apoio das Instituições da nossa cidade

O empresário João Lemos (Pacific Catering) visita a Câmara dos Deputados, em Brasília, e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), levando uma carta de Reivindicação de Apoio das Instituições da nossa cidade, como Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), Rede Petro – BC, Macaé Convention & Visitors Bureau, AMACON e Comissão Municipal da Firjan, que fazem um excelente trabalho pautado na ética e compromisso com Macaé.

João entregando o documento ao Deputado federal Carlos Jordy

Neste sentido, como representante das instituições da cidade, o empresário participou em Brasília de reunião com o vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, o deputado federal Carlos Jordy, apresentando diversas pautas, onde se destaca a discussão sobre a partilha dos royalties decorrentes da operação exploratória do petróleo, já que haverá um julgamento no Supremo Tribunal Federal no dia 20 de novembro, onde poderão ser determinadas as novas regras de distribuição dos royalties que afetarão diretamente os Estados e Municípios produtores.

oão entragando o documento ao Coronel Roberto no Gabinete do Deputado federal Sgt Gurgel

“Nós sofremos os danos e não podemos ter um resultado negativo. Portanto, a ida a Brasília teve o objetivo de reivindicar um direito que é nosso, haja visto termos todo o impacto referente a produção petrolífera”, disse João Lemos, informando ainda que na oportunidade também esteve no gabinete do Deputado Federal, Sargento Gurgel, sendo recebido pelo Coronel da PMERJ Roberto, encontrando-se também com o Vereador de São João de Meriti e Policial Rodoviário Federal, Charlles Batista.

Já no dia 07 de outubro, ele participou da Audiência Pública ‘Royalties do Petróleo: Como a nova partilha afeta a sua vida’, ação promovida pelas Comissões de Economia, Indústria e Comércio e de Minas e Energia. A audiência ocorreu no anexo ao Palácio Tiradentes/ALERJ e contou com a presença de especialistas, representantes da sociedade civil e deputados federais do RJ.

Entusiasmo do empresário

O empresário de Macae com o Vereador de São João de Meriti, Charlles Batista

O Estado do Rio de Janeiro e seus Municípios perderão muito, caso tenhamos um julgamento desfavorável na ação que ocorrerá no dia 20 de Novembro, no Supremo Tribunal Federal”, disse o empresário.

“Enquanto cidadãos macaenses, precisamos nos mobilizar para que tal covardia não ocorra, pois todas as áreas serão afetadas, faltarão recursos para serviços básicos e essenciais como saúde, educação e segurança pública”, conluiu o empresário.

Merece lembrar que o Governador do Estado do Rio de Janeiro Wilson Witzel saiu do Supremo no dia 08 de outubro, com o compromisso do Ministro Dias Toffoli de adiar em 120 dias o julgamento sobre a lei que estabelece as novas regras de distribuição dos royalties do petróleo. O acerto costurado por Witzel foi feito com a concordância da ministra Cármen Lúcia, relatora do caso. Até março, período em que o processo ficará na gaveta, Witzel tentará costurar com a União um acordo mais favorável para o Rio de Janeiro.

O empresário João lemos participando da Audiência Pública na ALERJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here