Divulgação

Os comerciantes apostam no Dia das Mães para aumentar as vendas e vencer a crise

O segundo domingo de maio promete dar um novo fôlego para o comércio em tempos de pandemia do novo coronavírus. O Dia das Mães levanta as expectativas dos comerciantes, que acreditam que vão recuperar suas contas nesta data tão expressiva para a população.

O Presidente da Acim, Olavo Pinheiro Junior

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), Olavo Pinheiro Junior, está otimista com a data e promove uma campanha para incentivar a população a prestigiar o comércio de Macaé. “Em nossas lojas, no comércio de bairro, é possível encontrar produtos de qualidade, bom preço e diferentes formas de pagamento. Acreditamos que o Dia das Mães é uma ótima oportunidade para que o macaense possa contribuir para tornar o comércio mais forte, gerando emprego, e ajudando a nossa cidade a crescer e se desenvolver”, declarou o presidente da ACIM.

 

Luís Henrique Fragoso, Presidente da CDL

Já o Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Macaé (CDL), Luís Henrique Fragoso, ressalta a importância do consumidor prestigiar o comércio local e afirma que, depois do Natal, o Dia das Mães é a data mais forte para o comércio. “A projeção é que, devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o consumidor seja mais contido. Mesmo assim, os lojistas têm na data a esperança de retomada das vendas e ao valorizar o comércio local, comprando na nossa cidade trará não só benefícios para o estabelecimento, como também para a cidade em geral, pois estará beneficiando a mesma com a geração de novas oportunidades de empregos e desenvolvimento econômico”, frisou o presidente da CDL.

 

Integrantes da Associação Comércio Fortes, Márcia Costa

A representante da diretoria da Associação Comércio Forte, Márcia Costa, declara que os lojistas estão em clima de expectativas altamente positivas para o Dia das Mães. “O comércio macaense todo está se preparando para essa data, que é o ‘segundo natal’ para nós e utilizando todo o protocolo sanitária exigido em tempos de pandemia, temos a esperança de que vamos tomar fôlego e colocar nossas finanças em dia”, disse a empresária, acrescentando que esta é uma data muito lucrativa, já que mãe é somente uma e merece todo os carinho dos filhos.

 

No Dia das Mães de 2020, a maior parte do comércio estava fechada em Macaé por causa das medidas de enfrentamento à pandemia. Foram as vendas online que seguraram as pontas.

Neste ano, as lojas estão abertas, funcionando com restrições de horário. E os macaenses pretendem presentear neste Dia das Mães. A preferência é por roupas, calçados e acessórios, seguido de perfumes e cosméticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here