De jornalista a artesã, Erica Nascimento apresenta a expressão do seu talento presenteando o público macaense com uma bela coleção de peças artesanais

Jornalista amplia leque de atividades, mergulha fundo no mundo artístico, pintando as cores do seu talento em belos trabalhos artesanais. Trata-se de Érica Nascimento, que ultrapassa os limites de sua vocação, colocando em evidência a sua habilidade para as artes plásticas e atingindo a expressão da beleza.

Neste sentido, o que era simplesmente um hobby ou uma terapia contra o estresse passa a ser um trabalho sério, paralelamente a atuação jornalística, produzindo as mais lindas peças decorativas e lembrancinhas para festas de aniversário, entre muitas outras, fazendo o maior sucesso e já com um lista enorme de clientes.

A jornalista/artesã explica que tudo começou quando estava grávida de Ana Júlia e resolveu fazer as lembrancinhas e peças de decoração do chá de bebê da filha, usando feltro, retalhos que tinha em casa, costurando à mão. “Os convidados amaram e perguntaram se eu fazia para vender. De início, não me despertou interesse.

Mas logo, percebeu o prazer e o êxito de sua produção, agradando em cheio as amigas e criando uma teia de clientes entre as amigas das amigas. “O que antes era um hobby passou a ser um ganho extra. E com essa crise, sendo mãe ‘solo’, tendo que me virar sozinha, vi que o artesanato pode um dia ser um caminho interessante, porque faço com prazer. Cada peça de produzo, dedico muito amor, como se fosse minha. Quando vejo o cliente satisfeito, fico mais realizada ainda”, declara Erica.
“Sou jornalista há 17 anos, o que amo demais, mas confesso que o artesanato me fisgou e quero cada vez mais me dedicar a essa arte”, ressaltou.

Desenvolvimento de um talento

Érica Nascimento conta que, após a gravidez, onde ela chamou a atenção das amigas pela beleza das peças de decoração do chá de bebê dela, vieram os preparativos do batizado de Ana Júlia. “E como eu era apaixonada por bonecas de pano, pesquisei na internet como fazer e fiz a minha primeira boneca, costurada à mão. Só que eu queria algo mais caprichado e como tenho uma tia costureira em Campos, Suely Nascimento, pedi a ela para me ajudar. Fizemos as bonecas em forma de anjos e ficaram lindas. Vimos que tínhamos o dom e pensamos em comercializar. Mas não sabíamos como”, revelou.

A jornalista prossegue ressaltando que, após postar a foto da decoração na rede social, uma amiga a convidou para participar de uma feira que aconteceu num grupo de artesãs. A partir daí, ela fez uma parceria com a tia e com a irmã, Rafaela Nascimento, para criarem peças exclusivas. “Precisávamos de um nome e uma página comercial no Facebook. Então sugeri “Ana Maria Ateliê”, em homenagem à minha filha Ana Júlia e afilhada/sobrinha Maria Fernanda”, frisou.

E como uma coisa puxa a outra, durante a licença maternidade, a jornalista dedicou seus dias à filha e à produção artesanal, confeccionando vários bichinhos, bonecas e lembranças em feltro, tecido e crochê. “Começamos a comercializar nessas feiras que participamos”, disse.

Como a tia mora em Campos e não dava para produzir juntas, ela passou a caminhar sozinha na produção e a divulgar o trabalho nas redes sociais. De início a resposta era tímida, mas progressivamente o negócio começou a fluir.

“Então, vendo que a propaganda de boca-a-boca tinha mais resultado, comecei a presentear amigos, crianças. E o resultado foi muito bom. Novas encomendas surgiram e cheguei a ficar preocupada em dar conta, porque, sendo jornalista, tenho tempo limitado, fora os afazeres como mãe e dona de casa. Por isso fabrico meus artesanatos à noite e na madrugada. Foi aí que vi a necessidade de investir em materiais e equipamentos para aumentar a velocidade da produção e a qualidade. Então comprei minha primeira máquina de costura, que hoje é minha melhor amiga artesã”, esclareceu Erica acrescentando que a sua tia foi quem a ensinava a costurar desde criança e hoje segue tutoriais na internet.

Os contatos com Erica Nascimento podem ser feitos atraves do Facebook: https://www.facebook.com/anamariaatelieartesanato/ Instagram: @ana.maria.atelie / Whatsapp: 22 99611-0893.

Érica Nascimento

Érica Nascimento formada na área de Comunicação: Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo, formada em 2002. Primeiro trabalho como jornalista foi no jornal O Debate em 2002. Também escreveu para os jornais Gospel, Tribuna dos Municípios e Expresso Regional. Atuou como jornalista para revistas, sites e editoras como o Portal SMS, a Revista Macaé Offhore, a Revista DiverCidades, a Revista Imagem, o Click Guia, o Guia de Negócios da Bacia de Campos – GNBC e a Agência Litoral.

Também foi assessora de imprensa no Centro de Apoio ao Paciente Oncológico de Macaé (CAPO) e na Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Quissamã. Foi finalista do Prêmio ABS de Jornalismo – da Agência Brasil de Segurança 2009 e vencedora do Prêmio de Jornalismo da Petrobras Bacia de Campos em 2012, na categoria Revista. Atualmente atua como assessora de imprensa de vereador; além de ser membro do Coletivo de Jornalistas de Macaé e Região.

“Ser jornalista vai muito além de uma realização profissional. Como comunicadora, meu objetivo sempre foi, além de levar a informação com ética, veracidade e responsabilidade, poder contribuir para uma sociedade mais humana”; disse ela: E concluiu: “Como artesã, descobri que posso com minhas mãos fazer arte que realiza sonhos e fantasias. Em cada peça, dedico meu amor pensando na alegria que ela pode proporcionar a quem recebe.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here