Foram apreendidas uma britadeira, bombas e máquinas utilizadas para exploração de água marinha no leito do rio

Uma denúncia anônima de crime ambiental levou os agentes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, da Upam da Costa do Sol (Unidade de Policiamento Ambiental), da Secretaria de Municipal de Meio Ambiente e Guarda Ambiental de Casimiro de Abreu a uma propriedade particular na localidade do Córrego da Luz, na Serra Casimirense. No local, eles puderam constatar a atividade de mineração clandestina prevista no art. 55 da lei 9.605/98.

Foram apreendidas uma britadeira, bombas e outras máquinas utilizadas para exploração de água marinha no leito do rio. Dois garimpeiros e o dono da propriedade foram conduzidos para a 128ª Delegacia Legal de Rio das Ostras, onde foi feita a ocorrência.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Casimiro de Abreu, Denise Rambaldi, a atividade de mineração só pode ser realizada mediante licença ambiental de diversos órgãos. “Neste caso, estava sendo feita sem feita sem nenhum critério ou preocupação com os impactos ambientais que a atividade pode causar, como as alterações físico-químicas e biológica da água do rio”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here