No último fim de semana, diversos animais silvestres foram resgatados em vários pontos de Macaé - Divulgação/ Guarda Ambiental 

Acidentes e caça predatória são fatores que têm colocado em risco a fauna da região

 

Lagarto teiú, tamanduá, corujas, cachorro do mato, guaxinim, cobra jiboia, gato do mato, entre outras espécies já foram vítimas de atropelamentos nas estradas de Macaé, Rio das Ostras e Casimiro de Abreu e os registros preocupam. Na Capital Nacional do Petróleo não é diferente e nos últimos três meses mais de 80 animais silvestres foram resgatados e a estimativa é que pelo menos um seja atropelado por dia na BR-101 e na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106).

Na BR-101 o cenário é de inúmeros acidentes com animais, segundo o chefe da Reserva Biológica União, Whistson Júnior. Ele afirma que os animais encontrados mortos com a carcaça preservada são congelados, como é o caso de uma onça parda que está dentro de um congelador e que será objeto de estudo. Segundo ele, os mais encontrados são tatu, gambá, tamanduá, cobra e até pássaros.

Ainda de acordo com Whistson, a maioria dos acidentes ocorre durante o período noturno e os animais saem para se alimentar, ou até mesmo reproduzir e se deparam com a rodovia. Ao perceber a aproximação de um veículo com o farol alto, por exemplo, os animais se assustam e ficam em um estado como de hipnose e não conseguem fugir.
Ele explica que a morte desses animais, principalmente, os que estão em ameaça de extinção, pode provocar um grave desequilíbrio ecológico.

Outra situação que tem ameaçado esses animais é a caça predatória. De julho a setembro deste ano, a Guarda Ambiental de Macaé resgatou 80 animais silvestres. A maioria foi retirada de cativeiro. O registro foi feito pelos agentes, onde a serpente foi resgatada pela equipe.

Segundo o Comandante da Guarda Ambiental de Macaé, Madson Nazareno, após o resgate os animais são avaliados, onde é feito a reabilitação e são devolvidos ao habitat natural.
No mês passado um gato do mato, espécie em extinção, foi atropelado por um veículo na RJ-106, entre Macaé e Rio das Ostras. O animal morreu no local e o corpo foi levado para o órgão analisar a espécie.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here