Quartel do 9º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) de Macaé - Arquivo

Voluntários vão trabalhar por até oito anos na corporação

O Governo do Estado sancionou o Projeto de Lei 2884/2020, que regulamenta a contratação de militares por tempo determinado para o Corpo de Bombeiros. Serão chamados cerca de três mil voluntários, que vão trabalhar por até oito anos na corporação.

O projeto foi sugerido ainda durante a intervenção federal na segurança pública do estado, em 2018. O Serviço Militar Temporário Voluntário é algo novo no Brasil e já existe em outros países. A seleção dos voluntários acontecerá através de edital.

O recrutamento nestes moldes vai reforçar operacionalmente os quartéis, possibilitando, ainda, o primeiro emprego para muitos. O candidato vai receber uma formação e poderá permanecer nas fileiras por tempo determinado. Além de fortalecer a tropa, a iniciativa visa a qualificar novos agentes que, mesmo após o término do contrato, poderão formar um verdadeiro exército de reservistas em Defesa Civil

Os oficiais temporários, a partir de 35 anos, terão, no segundo ano de serviço, remuneração similar, mas não superior, a um bombeiro militar de carreira de mesma classe ou nível e escala hierárquica.

Já os para os temporários, de 18 a 25 anos, terão direito à remuneração inicial conforme previsto na lei de remuneração dos militares do estado. As prorrogações do trabalho voluntário serão definidas por exames físicos e de saúde, além de uma avaliação de desempenho.

Quem permanecer pelo menos um ano no serviço, tendo bom aproveitamento, receberá o título de habilitação equivalente a de um bombeiro civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here