Apresentação e assinatura do convênio com a presença de diversos empresários de Macaé, uma parceria para mão de obra acadêmica.

A proposta é o estabelecimento de termos de convênio entre a UFRJ e as empresas de diversos segmentos que atuam na cidade

De fato, a cidade de Macaé possui grande potencial econômico é de conhecimento de todos. Neste sentido, um grupo de empresários liderado por João Lemos (Pacific Cattering & Log) tem buscado estratégias para o aprimoramento deste potencial. O primeiro grande passo foi a aproximação das empresas da cidade junto às instituições de ensino superior, através dos professores Jéssica Rivas e Willian Andrioli, ambos da UFRJ – Campus Macaé.

A proposta é o estabelecimento de termos de convênio entre a UFRJ e as empresas de diversos segmentos que atuam na cidade, de modo que oportunidades de estágio sejam ofertadas aos acadêmicos dos mais variados cursos que a instituição possui no complexo da cidade universitária. O Campus da UFRJ-Macaé possui 11 cursos de graduação e três de pós-graduação, são cerca de 2,5 mil alunos e 400 professores. “Aprimorar essa interface entre academia e iniciativa privada é um excelente instrumento para fixar mão de obra qualificada e formada no município, diminui a necessidade das empresas contratarem profissionais de outras cidades e regiões, é um potencial gerador de empregos e contribuem substancialmente para a dinâmica da economia de Macaé”, declara empresário João Lemos (Pacific Catering).

Por outro lado, esta semana, os Professores Willian Andrioli e Leonardo (que também é vice-diretor da UFRJ) estiveram na reunião do BGM – Business Group Macaé, que tem o intuito de fortalecer o desenvolvimento econômico da cidade, além de pensar em estratégias para a retomada de Macaé que está por vir. “Todas as empresas do grupo aceitaram fechar convênio de estágio com a UFRJ, aproximando ainda mais a classe empreendedora da cidade com a Universidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here