Dados já constam no sistema de divulgação de candidaturas atualizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

De doações que somam R$ 1 milhão a prédios comerciais registrados por R$ 79 mil, a declaração de bens de candidatos à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e à Câmara dos Deputados revelam o poder financeiro dos macaenses que estão na batalha pela atenção do eleitorado e por um bom resultado nas urnas.

Disponível no sistema de divulgação de candidaturas (DivulgaCand) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os dados também ajudam a população conhecer melhor os nomes que já promovem também uma disputa prévia pela sucessão do governo municipal.

Entre os candidatos a deputado estadual, o ex-vereador e suplente de deputado estadual, Chico Machado (PSD), apresenta o maior volume de bens. Dos mais de R$ 2,4 milhões declarados, o candidato recebeu R$ 1 milhão de doação do pai, Ivair Machado, conhecido produtor rural da cidade.

Outra declaração milionária de bens é a do vereador e candidato a deputado estadual, Luiz Fernando (PTC), dos R$ 1,1 milhão declarados, o maior bem é um imóvel registrado por R$ 348 mil.

Marcel Silvano (PT) e Val Barbeiro (PHS) registraram único bem declarado, imóveis de R$ 256 mil e R$ 485 mil, respectivamente.

Já Julinho do Aeroporto (MDB), candidato da base aliada do prefeito e vereador de seis mandatos, declarou bens avaliados em pouco mais de R$ 256 mil, sendo o de maior destaque um prédio comercial de R$ 79 mil.

Os dados referentes ao registro de Welberth Rezende (PPS) ainda não constam no sistema DivulgaCand.

Federais com maior poder

Já entre os candidatos a deputado federal na cidade, a situação financeira é mais confortável para alguns candidatos, de acordo com os dados apresentados à Justiça Eleitoral. O delegado da Polícia Federal, Felício Laterça (PSL) declarou patrimônio de R$ 2,2 milhões, sendo uma casa de R$ 850 mil o seu maior bem.

Deputado estadual por quatro mandatos e ex-secretário estadual, Christino Áureo (PP) declarou bens de R$ 1,6 milhão. O maior bem declarado pelo candidato é um apartamento de R$ 433 mil. Dois candidatos, Adrian Mussi (SDD) e Ricardo Salgado (PSDC) não declararam nenhum bem. Danilo Funke (PSOL) declarou depósito bancário de R$ 3,5 mil.

Bens declarados

Candidatos a deputado estadual

Chico Machado (PSD) – R$ 2.485.948,47
Maior bem – R$ 1 milhão doação do pai

Luiz Fernando (PTC) – R$ 1.148.291,94
Maior bem – R$ 348 mil imóvel

Val Barbeiro (PHS) – R$ 485 mil
Maior bem – R$ 485 mil apartamento

Marcel Silvano (PT) – R$ 256.500,00
Maior bem – R$ 256.500,00 – imóvel

Julinho do Aeroporto R$ 252.300,00
Maior bem – R$ 79 mil – imóvel

Candidatos a deputado federal

Felício Laterça (PSL) – R$ 2.290.000,00
Maior bem – R$ 850 mil casa

Christino Áureo (PP) – R$ 1.695.019,88
Maior bem – R$ 433 mil apartamento

Danilo Funke (PSL) – R$ 3,5 mil
Maior bem – R$ 3,5 mil

Adrian Mussi (SDD) – Nenhum bem declarado

Ricardo Salgado (PSDC) – Nenhum bem declarado

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here