Coligação de sete partidos fortalece a candidatura de Welberth Resende - Divulgação

Deputado busca apoio de outras correntes para manter a união de aproximadamente 150 pré-candidatos a vereador.

Na corrida eleitoral e cumprindo agendas apertadas para dar conta de todos os compromissos que vem assumindo ao longo de sua carreira política como vereador e depois como deputado estadual, o pré-candidato a prefeito Welberth Resende (Cidadania), disse esta semana que está firme e considerou normal algumas críticas recebidas após ter sido anunciada na sua chapa como pré-candidato a vice, do ex-secretário de Infraestrutura Célio Chapeta (PSDB), indicado pelo prefeito Dr. Aluizio.

Welberth que quarta-feira viajou a Brasília para ter um encontro com o Senador Romário (Podemos), que esteve em sua companhia em Macaé visitando alguns correligionários, informou que sua coligação para disputar o pleito de 15 de novembro é composta de sete partidos – Cidadania, Podemos, Rede, PROS, PCdoB, PV e PSDB, este último, coordenado pelo prefeito Dr. Aluizio que indicou o nome de Chapeta para concorrer como vice na chapa.

Considerado um político atuante e influente nas suas ações que tem como objetivo atender as demandas da população, Welberth Resende não para e vem se dedicando ao contato direto com os eleitores, a exemplo do que vem fazendo os demais candidatos. Nesta sexta-feira, ele esteve visitando o Bosque Azul, Fronteira, Centro e Nova Esperança. “Trabalho muito, durmo pouco e continuo cumprindo todos os compromissos”, disse.

Com relação ao seu mandato de deputado estadual, Welberth disse que a campanha política não atrapalha suas atividades na Alerj porque todas as sessões continuam sendo realizadas de modo virtual e não presencial. Como membro da comissão processante da Alerj, presidida pelo deputado Chico Machado, que optou por afastar o governador Wilson Witzel do cargo, ele informou que vai manter sua decisão quando a nova comissão agora presidida por membros do Poder Judiciário, apresentar o relatório pelo afastamento definitivo.

Welberth disse que após o anúncio da coligação com o PSDB que indiciou o ex-secretário de Infraestrutura Célio Chapeta como candidato a vice, sofreu alguns reveses o que considerou natural. Mas de outro lado, ele ganhou o apoio dos seguidores do prefeito Dr. Auizio, que segue a liderança do chefe do executivo.

Sobre o gasto com a campanha, estabelecido como teto para os candidatos de Macaé, que pode chegar até a R$ 2,900 milhões, ele disse que vai continuar fazendo uma campanha enxuta e não vê ou pretende gastar todo esse dinheiro, embora o Cidadania esteja disponibilizando recursos do Fundo Eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here