CLIMA já prepara terreno para a construção de termelétrica

1537

Obras de implantação do Complexo Logístico foram iniciadas nesta semana, após licenças do Inea e da prefeitura

Máquinas deram início nesta semana a preparação do terreno do Complexo Logístico e Industrial de Macaé (CLIMA), para a implantação da Usina Termelétrica Marlim Azul, projeto de R$ 2 bilhões custeados pelo consórcio Shell, Mitsubishi e Pátria Investimentos.

Os trabalhos são executados de acordo com a licença de instalação emitida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e com o alvará que autoriza a implantação do empreendimento, emitido pela prefeitura no ano passado. Com isso, a instalação do CLIMA marca a consolidação de todas as estimativas de investimentos para a criação de um novo campo de gás na cidade. Sob a responsabilidade do grupo EBTE Engenharia, o Complexo possui seis milhões de metros quadrados de áreas já licenciadas, que irão receber outros dois projetos de Usinas Termelétricas, além de um heliponto próprio.

A preparação do terreno permitirá que a instalação da Termelétrica comece em março, com previsão de conclusão e início de operação em 31 de dezembro de 2021. Assim, a unidade será alimentada com gás produzido pela Shell em reservas da Bacia de Campos. A capacidade de geração de energia é suficiente para atender a 12 milhões de pessoas.

O início da operação das máquinas marca também a viabilização da construção da Transportuária, estrada que conectará a RJ 168 (Estrada da Serra) até a RJ 106, no trecho do São José do Barreto, cortando ao meio as terras do CLIMA.

Através desta nova rota, a EBTE Engenharia viabiliza também a construção do Tepor – Terminal Portuário de Macaé, cuja licença prévia deve ser emitida pelo Inea nas próximas semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here