Ao todo, 471 botijões de gás foram apreendidos durante a Operação Consumo Seguro”

Operação ocorreu nas primeiras horas da manhã de quinta-feira (4) e se estendeu até o período noturno

A Polícia Civil de Macaé divulgou, na manhã de sexta-feira (5), o balanço oficial da Operação “Consumo Seguro”, que foi realizada na manhã de última quinta-feira (4), e se estendeu à noite do mesmo dia, onde resultou com a prisão de 22 pessoas, suspeitas de comercializar produtos irregulares e totalizando 471 apreensões de botijões de gás de cozinha. A ação contou com agentes da Polícia Civil de Macaé, Serviço Reservado (P2) e Ministério Público.

A operação começou nos bairros Aroeira, Botafogo, São José do Barreto, Barramares, Parque Aeroporto, Engenho da Praia e Lagomar.

Numa dessas ações, uma camionete carregada de botijões foi apreendida, pois o dono não tinha permissão para vender gás. Em seguida, os policiais seguiram para outros depósitos de gás que também apresentavam irregularidades.

Boa parte dos depósitos de gás não apresentava autorização do Corpo de Bombeiros, enquanto outros estabelecimentos tinham a licença, porém faltava o restante da documentação obrigatória, como a licença da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o alvará da Prefeitura e a autorização da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Outra irregularidade é que o depósito também vendia garrafões de água mineral no mesmo ambiente onde estavam os botijões de gás. Por lei, os dois produtos têm de estar em ambientes separados.

O delegado titular da 123ª DP de Macaé, Filipe Poeys, disse que esse tipo de operação contra a venda clandestina de gás de cozinha tem sido intensificada nas últimas semanas. “Todos vão responder pelo mesmo crime, que é a venda de derivados de petróleo. Estamos abrindo inquéritos policiais, apreendendo todo material, para que eles possam responder na justiça”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here