Christino Áureo e deputados do Rio em encontro na FioCruz - Divulgação

Para a execução do processo, Christino e deputados da bancada fluminense entregaram solicitação ao Ministério da Saúde

O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) comemora a possibilidade de que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) produza 30 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, a partir de dezembro. No entanto, para que isso aconteça, a instituição precisa de R$ 2 bilhões. Em visita ao Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, o Bio-Manguinhos, no Rio de Janeiro, a Comissão Externa da Câmara que acompanha ações de combate ao novo coronavírus, composta por 15 parlamentares, defendeu a criação de medida provisória que garanta esses recursos. A solicitação foi entregue nesta quarta-feira (29), ao ministro da Saúde e à área econômica do governo.

– É uma notícia muito positiva. Na virada do ano, de dezembro para janeiro, poderemos ter a oferta de 30 milhões de doses de vacina contra a Covid-19. Até o fim do primeiro trimestre de 2021, algo próximo a 100 milhões. Com isso, teremos, na rede pública de saúde, uma oferta crescente de vacinas, principalmente para as pessoas que mais precisam – vibra Christino Áureo.

Christino Áureo e a presidente da FioCruz, Nísia Teixeira – Divulgação

Preço mais baixo

A Fiocruz já negocia, com os ministérios da Saúde e da Economia, a liberação dos recursos para a produção da vacina. O valor dos recursos seria empregado em transferência de tecnologia, além da entrega das doses. O preço de cada unidade da vacina contra a Covid-19 deverá ser 10% do que havia sido estimado inicialmente.

– Nós estamos muito esperançosos, porque sabemos que a imunização é fundamental para que possamos controlar a pandemia, que o nosso país possa retomar as suas atividades e, nós, a vida. A vacina traria mais tranquilidade. As pessoas poderiam voltar aos seus empregos. Viraríamos essa página tão difícil, em que tantas vidas foram sacrificadas. É uma notícia importante, significativa para o nosso presente e para o nosso futuro – conclui o deputado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here