Bebê de quase quatro meses chegou sem vida no IML de Macaé, na noite de última segunda-feira (7) - Arquivo

Criança de três meses morreu asfixiada após ser esquecida dentro do veículo, que estava estacionado dentro da garagem da residência

Na tarde desta terça-feira (7), o jornal O DEBATE publicou uma reportagem que uma mãe esqueceu um filho de quase quatro meses dentro de um veículo, que estava estacionado dentro da garagem da residência, localizada no bairro Horto, em Macaé.
Após repercussão triste da notícia veiculada, onde os leitores fizeram algumas críticas a genitora, a direção da empresa, onde a mãe trabalha, informou à equipe de reportagem do jornal O DEBATE, que a mesma entrou em depressão pós-parto no período da pandemia do novo coronavírus.
Ainda segundo a direção da empresa, a mãe havia apresentado exame e atestado psiquiátrico antes do ocorrido. De acordo com as informações, na manhã de segunda-feira (6), ela teria entrado em contato com uma colega de trabalho para deixar o filho, porém não havia ninguém em casa.
Por volta do meio dia, a mãe e o filho retornaram para a residência, no bairro Horto, onde ela teria ido dormir devido a efeito de medicamentos e esqueceu a criança na cadeirinha, dentro do veículo.
Por volta das 18h, o marido chegou do trabalho e perguntou para a mãe onde estava o filho, que teria informado que estava na casa da colega, que minutos depois, o pai avistou a criança dentro do automóvel – que no psicológico da mãe teria achado que o filho tivesse ficado na casa da amiga.
De imediato, o pai tentou reanimar o filho, porém já estava sem vida. O Corpo de Bombeiros foi acionado e, ao chegar na residência, a criança morreu asfixiada por hipóxia, ou seja, ocorre quando há falta de oxigenação no cérebro e nos órgãos do bebê.
A criança foi encaminhada para o IML de Macaé e sepultada, na tarde desta terça-feira (7), por volta das 14h30min, no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade.

3 COMENTÁRIOS

  1. Conheço muito essa mãe, todos precisam saber que a mesma tem um histórico terrível de vida. Foi abandonada pela mãe, criada meio que jogada na casa da avó, seu pai há pouco tempo suicidou. Muita tristeza, era uma excelente professora , uma pessoa maravilhosa, muita pena dessa moça, só quem conhece a vida dela sabe , que foi de muito sofrimento. Fez um tratamento enorme, para poder engravidar. Muito triste por tudo isso. Não sei se vai conseguir se recuperar. Muita pena 😢😢😢😢😢😢😢

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here