Meta é imunizar mais de 53 mil pessoas em Macaé até o final da campanha, que foi prorrogada por mais 15 dias

Pessoas que fazem parte do público-alvo devem procurar uma das 31 unidades de saúde em Macaé para se imunizar

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Diante disso, é importante que a população se imunize contra o vírus Influenza. A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe que terminaria na próxima sexta-feira (31), foi prorrogada por mais 15 dias. Quem faz parte do grupo prioritário, e ainda não tomou a sua dose, deve procurar uma unidade de saúde.

Em Macaé, a prefeitura espera imunizar até o fim da campanha mais de 54 mil pessoas. Dados divulgados nesta terça-feira (28), mostram que 84% do público-alvo já foi vacinado na Capital do Petróleo, número que supera a adesão no Estado do Rio, que tem um dos percentuais mais baixos do país, e também a média nacional, que é de 63%.

Segundo a responsável pelo Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Luciana Santos, na segunda-feira (27), a movimentação foi grande na Casa da Vacina, no Centro. “Durante todo o dia recebemos um grande fluxo de pessoas, principalmente crianças”, afirmou, acrescentando que a expectativa é que o município atinja a meta do Ministério da Saúde, de vacinar 90% dos grupos prioritários.

Fazem parte do público-alvo crianças de seis meses a cinco anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas com 60 anos de idade ou mais; trabalhadores de saúde (com comprovação); professores das escolas públicas e privadas (com comprovação); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independente da idade, com apresentação da prescrição médica, especificando o motivo da indicação, no ato da vacinação; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medida socioeducativa e população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

No município, a imunização está sendo feita em 35 postos de vacinação em diversos pontos da cidade e distritos serranos. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h.

Assim como nos anos anteriores, o esquema vacinal adotado é de duas doses para as crianças entre seis meses e 8 anos de idade que nunca tenham sido vacinadas anteriormente, e de uma dose para indivíduos a partir dos nove anos de idade. “É importante que os pais e responsáveis vejam a caderneta de vacinação, onde foi colocada a data de retorno”, alerta Luciana.

Ela enfatiza que muitas pessoas têm dúvidas de contraindicações da vacina. “A vacina só não é recomendada para quem estiver com febre ou tiver o diagnóstico de alergia grave ao ovo”, citou.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa, de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

Onde se imunizar

O horário de funcionamento das unidades de saúde é das 8h às 17h. Os pontos de imunização são: Casa da Vacina (Centro); Pronto Socorro Aeroporto; ESF Ajuda B e C; ESF Aroeira; ESF Aterrado do Imburo; ESF Barra/Brasília; ESF Jardim Franco; ESF Areia Branca; ESF Bicuda Grande; ESF Bicuda Pequena; ESF Cajueiros; ESF Córrego do Ouro; ESF Engenho da Praia; ESF Frade; ESF Fronteira; ESF Glicério; ESF Horto; ESF Imbetiba; ESF Lagomar A/D e B/C; ESF Morro de São Jorge; ESF Nova Holanda; ESF Nova Esperança; ESF Praia Campista; ESF Sana; ESF Trapiche; ESF Virgem Santa; ESF Visconde; UBS Barramares; UBS Imboassica.

Importância da vacina

A influenza provoca hospitalização e mortes por infecção. A vacinação reforça o sistema imunológico da pessoa, constituindo-se num importante instrumento de prevenção contra a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here