Welberth Rezende é o candidato a prefeito com o maior apoio da Câmara - Divulgação

Políticos visam garantir renovação de mandatos, ao apostar na imagem popular baseada no assistencialismo e nas redes sociais

Principal campo de articulações na construção de alianças baseadas na divisão de cargos e contratos, além de acesso a serviços custeados com o orçamento de mais de R$ 2 bilhões do município, a Câmara de Vereadores deu origem, neste ano, a três candidaturas próprias que caminham para entrar na disputa pela sucessão do governo da mudança.

Welberth Rezende (Cidadania), Maxwell Vaz (Solidariedade) e Robson Oliveira (PTB) chegam ao trecho final da fase pré-eleitoral do município como personagens importantes, de um contexto político que depende diretamente da influência sobre os eleitores que estão na ponta dos serviços planejados e executados pelo governo municipal.

Independente, Maxwell Vaz abre mão de um mandato parlamentar consolidado, com trabalhos importantes em áreas ligadas ao desenvolvimento econômico e a desburocratização da gestão pública, para lançar candidatura a prefeito que tem como pilar o “combate a corrupção” e o “cuidado com a cidade”.

Já Robson Oliveira, que caiu de paraquedas no plenário do Legislativo como vereador suplente, conquistou espaço na Câmara graças aos esforços do PSDB e do espaço mantido por mais de duas décadas pela Rádio 95 FM. Mesmo com uma passagem conturbada pela Casa, manteve linha de oposição ao governo municipal e encontrou nas redes sociais o espaço ideal para construir uma imagem de “homem do povo”. Ao migrar para o PTB, conseguiu o apoio do vereador José Prestes que passa a disputar um novo mandato parlamentar no mesmo partido.

Já Welberth Rezende concentra o maior engajamento dentro do Legislativo, tendo inclusivo o presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (Podemos), como o principal apoiador e mentor da sua candidatura a prefeito.
Vereador de dois mandatos, conquistou cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em 2018, através de uma articulação com o ex-deputado Comte Bittencourt, de quem herdou também cerca de 90% dos assessores nomeados em seu gabinete no Rio de Janeiro.

Em Macaé, manteve proximidade com os vereadores ligados a Dr. Eduardo, conseguindo assim ampliar a coligação majoritária do seu partido nessas eleições. Com isso, Welberth é o candidato a prefeito de: Dr. Eduardo (Podemos), Cesinha (PROS), Alan Mansur (Cidadania), Luiz Fernando (Cidadania), Cristiano Gelinho (Cidadania), Márcio Bittencourt (Cidadania), Luciano Diniz (Cidadania), Marvel Maillet (Rede), Paulo Antunes (PSDB), Julinho do Aeroporto (PSDB), George Jardim (PSDB), Val Barbeiro (PSDB).
Apesar de não fazer parte da coligação do Cidadania, Guto Garcia (PDT) também apoia Welberth, devido a sua relação com o governo municipal.
A presença dos vereadores de mandato acaba dificultando a chance de novos candidatos a garantirem espaço no legislativo municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here