Bandidos especializados em furtar baterias em torres de celular são presos (Vídeo)

392

Polícia Militar do 32° BPM flagra quadrilha em uma caminhonete com 40 equipamentos na caçamba. Dois criminosos fugiram em direção à mata. Aparelhos pertencem as empresas de telefonia Tim e Vivo

 

A Polícia Militar do 32° BPM da 3° CIA de Rio das Ostras desarticulou na manhã de terça-feira (12), uma quadrilha especializada em roubar baterias de torres de transmissão de sinais de telefonia móvel.

Ao todo, 40 equipamentos foram recuperados de dentro de uma caçamba de uma caminhonete que estava próxima à torre, que fica localizada no Horto Municipal, no bairro Mar do Norte, em Rio das Ostras.

Dos quatro bandidos, dois fugiram em direção à mata fechada e os policiais não conseguiram capturar os criminosos. Outros dois foram conduzidos à 128ª DP de Rio das Ostras, e ao serem interrogados, os suspeitos afirmaram que são de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, e que teriam alugado uma casa na cidade de Saquarema, na Região dos Lagos. A quadrilha atuava há meses na cidade de Rio das Ostras, onde furtavam os equipamentos e revendiam para empresas e mercado negro.

Veja o vídeo da apreensão:

A bateria que fica trancafiada em gabinetes localizados na base dos pontos de transmissão, serve como fonte auxiliar de energia. Em casos de falhas na rede elétrica, os dispositivo é acionado para que o serviço não seja interrompido. A alta potencialidade da bateria, que tem até 180 ampères, chamou a atenção dos aficionados por som automotivo. A unidade, que custa às operadoras cerca de R$ 1,8 mil, é comercializada no mercado negro, em média, por R$ 300.

Representantes de operadoras de telefonia móvel compareceram no início da tarde desta terça-feira (12) à 128ª DP para reaver os dispositivos furtados.
A polícia já mapeou os principais clientes da quadrilha. O roubo era feito por encomenda. As pessoas que queriam a bateria faziam contato com as lojas de som automotivo que repassavam a demanda aos integrantes da quadrilha.

Os bandidos escolhiam lugares mais ermos para entrar em ação. Eles quebravam cercas e cadeados dos gabinetes que protegiam as baterias. O peso dela chega a pesar 70 quilos.
Os suspeitos detidos em flagrantes poderão responder por furto qualificado, receptação e formação de quadrilha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here