Bailarinos macaenses foram selecionados para concurso internacional em Portugal

Para viabilizar a participação dessas 16 bailarinas e duas professoras, uma comissão de mães e integrantes da Âmbar vêm mobilizar a comunidade macaense e fluminense

O Corpo de Baile Juvenil da Âmbar Escola de Dança brilham em festival em São Paulo, sendo selecionado para participar de concurso internacional em Portugal. Os 16 bailarinos macaenses participaram com brilhantismo do Festival Passo de Arte Gran Prix, na cidade de Indaiatuba/SP, em julho de 2019, recebendo o certificado de Acesso Direto ao Concurso Internacional de Bailado da Cidade do Porto, em Portugal. O evento é um concurso internacional com painel de jurados de excelência, que atribui bolsas de estudo para as melhores escolas de Ballet europeias, além de prêmios financeiros para bailarinos e conjuntos.

Para viabilizar a participação dessas 16 bailarinas e duas professoras, uma comissão de mães e integrantes da Âmbar vêm mobilizar a comunidade macaense e fluminense com a finalidade de obter colaboração para o custeio de passagens aéreas, hospedagem, translado interno e alimentação, com saída do Brasil em 26/03 e retorno em 01/04/2020.

Nesse sentido, essas mães não param: já venderam doces durante as apresentações do espetáculo da Âmbar ‘Aladdin’, no Centro de Convenções, fizeram rifas variadas. E no momento, elas abriram uma vaquinha online (inserir o endereço eletrônico). Uma das iniciativas que caracteriza o Movimento é a camisa de Mãe de Bailarina, com arte promovida e cedida pela Âmbar Escola de Dança, sucesso entre as mães de Macaé e Niterói.

A diretora Erica Mendes e a Bailarina Ana Botafogo liderando o movimento de mobilização junto a comissão de mães e integrantes da Âmbar

Faz parte desta mobilização contar que essa história começou bem antes, há mais de 20 anos, quando duas irmãs macaenses resolveram dedicar sua vida à dança. Muitos anos de dedicação e estudo, muitas apresentações e aulas, muita coragem e dedicação depois, nasce a Âmbar Escola de Dança, quase que majoritariamente formada em seu corpo técnico e docente por alunos das primeiras turmas de Érica e Gisele Mendes.

“Estamos afirmando que essa geração de bailarinas macaenses, premiada nos oito festivais dos quais participou, é a terceira geração de bailarinas formada por uma instituição essencialmente macaense. São e foram alunas das primeiras alunas de Érica e Gisele, mas hoje também recebem orientação e supervisão de nomes importantes da cena carioca da Dança Clássica, como Ana Botafogo, Vera Aragão e Victor Ciattei”, disseram as mães das bailarinas. Elas acrescentam que são 16 bailarinas que representam uma escola de mais de mil alunos com sedes em Macaé e Niterói, 20 anos de história, levando o nome de Macaé para o mundo.

Portanto, esta é uma conquista muito digna, que vem honrar essa trajetória: Um passe livre para um festival na Europa.
Para o mês de março, além da tentativa de captação de patrocínio em empresas de grande porte, a Comissão planeja reunião para apresentação do projeto à Classe empresarial da cidade e região, novas apresentações do espetáculo Aladdin e outros eventos beneficentes.
Visite nossa página: @corpodebaileambar

A comissão de mães para contato: Alessandra dos Santos Brown (22) 99791-6779; Aline de Moraes Corga (22) 99967-4493; Cynthia Gonçalves (22) 99242-6283; Samantha Fragoso (22) 99824-6190 e Tatiana Guimarães Pinto (22) 99873-7322.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here