Quando em operação, Brasília será o 12º destino direto atendido pela empresa a partir do Santos Dumont - Divulgação

Aeroporto de Macaé ainda aguarda a certificação da pista para a retomada dos voos comerciais

No mês março a Infraero inaugurou o novo Aeroporto de Macaé. De lá para cá, a cidade vive na expectativa para a retomada dos voos comerciais. Para isso ocorrer, falta a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) providenciar a certificação da nova pista. Com a conclusão das obras, o Aeroporto de Macaé poderá receber voos comerciais regulares e operações como o ATR-72, aeronave de médio porte com capacidade para 72 passageiros.

Após o leilão realizado pelo governo federal, o Aeroporto de Macaé foi arrematado pela Zurich Airport Latin America, por R$ 437 milhões. A previsão é que o contrato de concessão seja assinado em agosto.

Enquanto isso, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras S/A acaba de anunciar voos diretos entre Rio de Janeiro e Brasília. Serão três decolagens diárias do Aeroporto Santos Dumont com as aeronaves Embraer de até 118 assentos.

As passagens para o novo mercado da companhia já estão sendo comercializadas em todos os canais oficiais de venda da Azul. Em nota, a companhia anunciou a chegada da rota citando a “ampliação da concorrência e o fortalecimento de suas operações”, que começam no dia 1° de novembro.

Quando em operação, Brasília será o 12º destino direto atendido pela empresa a partir do Santos Dumont. Em um dia de pico, a Azul chegará a 42 decolagens do aeroporto localizado no Centro do Rio de Janeiro. Já a capital federal terá, em média, 18 voos por dia da companhia para seis destinos.

Para o vice-presidente de receitas da Azul, Abhi Shah, as novas operações darão mais opções e conveniência aos clientes que voam entre as duas cidades. “A Azul defende a abertura dos mercados, estimulando a demanda e criando mais concorrência. Estamos felizes em trazer mais opções para o eixo Rio-Brasília, uma importante rota que é atendida por apenas duas empresas. Com esse anúncio, poderemos oferecer aos Clientes da Capital Federal e aos cariocas todo o conforto e comodidade que a Experiência Azul proporciona. Também estamos confiantes de que conseguimos levar nossos produtos e serviços para outros importantes mercados no país”.

A diretora institucional da companhia Azul Linhas Aéreas, Patricia Xavier, que compareceu à solenidade de inauguração do Aeroporto de Macaé, reafirmou o interesse da empresa em operar voos comerciais no Aeroporto de Macaé. “Temos o interesse de voltar a operar os voos comerciais neste aeroporto como era feito antigamente, mas infelizmente tivemos que suspender as operações por falta de adequações operacionais. Com toda esta remodelação estamos aguardando a certificação da Agência Nacional de Aviação Civil para voltarmos à operação”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here