Foto: Divulgação

O Personal Trainer Marcio Henriques é o responsável pelo treinamento para melhorar o condicionamento físico de Leonardo Campos, que estará de partida para Toluca, no próximo dia 23

Com os dias contatos para realizar um de seus maiores sonhos, o atleta macaense de Futebol Americano, Leonardo Campos Rodrigues (Homer) passa por dias intensos de treinamento físico antes de ir para o México, onde passará a compor os Panteras SIGLO 21, time situado na cidade de Toluca.

A oportunidade surgiu a partir de uma seletiva dos coachs universitários mexicanos, que o escolheram após analisarem os vídeos dos melhores momentos de jogo do atleta, que até então atuava pelo Macaé Oilers, há 4 anos.

Leonardo joga na Linha Ofensiva, mais especificamente Left Tackle, mas também dá show como Left Guard.

“O futebol americano sempre foi um sonho, pois desde criança eu via filmes e desenhos que passavam aquele famoso enredo do jogador de futebol americano na escola e etc. Sempre quis jogar, até que um amigo na escola (ensino médio) me apresentou o Oilers, e assim, logo quando abriram o tryout (seletiva) eu me escrevi”, disse Leonardo, revelando seus planos para o futuro. “O futuro é muito incerto nesse momento em que estamos vivendo de pandemia, mas o meu maior foco é aproveitar ao máximo essa oportunidade. Meu foco está na bolsa de estudo de 100% e na minha melhora como atleta e como pessoa. Vou ser o melhor em tudo que me pedirem. E pretendo conseguir antes de 2022”, revelou.

Além do Macaé Oilers, Leonardo também jogava pelo RFA (Rio Football Academy), uma academia de futebol americano na cidade do Rio de janeiro, o maior programa Sub 23 dda modalidade na América do Sul. Em seu currículo também constam duas convocações para Seleção Carioca, uma no ano de 2018 (Seleção Carioca sub-21) e outra em 2019 (Seleção Carioca Ponte Aerea Bowl). Leonardo foi eleito, pela BFA, um dos cem melhores jogadores de futebol americano do Brasil.

Preparo Físico – O atleta macaense vai embarcar para a terra da tequila no próximo dia 23 e até lá, o personal trainer Marcio Henriques, que também é preparador físico do Macaé Oilers, está responsável por melhorar ainda mais o seu condicionamento físico, por meio de treinamentos intensos, realizados por três vezes na semana, na areia da Praia dos Cavaleiros, respeitando todas as indicações de distanciamento social.

“Começamos os treinos em fevereiro. O trabalho tem dado muitos resultados, resultados esses que nem acreditava que eram possíveis, posso dizer que sou outro atleta. O Marcio tem me deixado muito bem preparado tanto fisicamente quanto mentalmente, meus tempos nas avaliações só tem melhorado mais a cada dia, e me sinto muito mais forte e ágil como jamais me senti”, frisou.

Segundo Leonardo, a maior parte do desempenho de um jogador de futebol americano está na sua preparação, os treinos físicos e sua capacidade atlética. “Então minha evolução dentro do esporte está totalmente ligada ao projeto, de fevereiro pra cá eu melhorei em grande maioria 2/3 segundos nos meus tempos dos exercícios avaliativos. E isso não é pouco. O que difere um jogador de elite para um jogador amador é exatamente essa evolução de tempo. Antes eu corria 20yds (jardas) em 4.14 segundos, agora, após 3 meses já estou correndo 20yds em 2.79 segundos, que para um jogador da minha posição já está dentro dos padrões. Ou seja, estou evoluindo rapidamente”, observou, explicando ainda que a Inglaterra e os Estados Unidos utilizam a jarda (yd) como medida de comprimento. O futebol americano mede o campo utilizando jardas, enquanto o futebol brasileiro (soccer) delimita a marcação do campo por meio de metros.

De acordo com o profissional de educação física, o treinamento está bem focado no futebol americano e também dentro da realidade da pandemia do Covid, onde as academias permanecem fechadas.

“A responsabilidade de preparar um atleta que vai para um equipe de futebol americano universitário, no México, é enorme. Estudo, planejamento, revisão, monitoramento, avaliação, são algumas das ações que devem ser tomadas, mas com a dedicação, responsabilidade e entrosamento com o seu atleta isso fica um pouco mais fácil e é o que vem acontecendo entre Leonardo Campos e eu. Está sendo um prazer poder ter essa responsabilidade de poder ser parte desse processo importantíssimo para esse atleta que está tendo a oportunidade de ser integrante de uma equipe universitária mexicana de futebol americano. Leonardo Campos é um atleta dedicado, consciente de suas capacidades, determinado, focado, determinado, e ciente do processo que o aguarda”, ressaltou Marcio Henriques.

O preparado físico comenta ainda que a pré-temporada é uma das principais fase de treinamento e segundo Gabbett, 2004 ‘Em relação à frequência de lesões neste período da temporada, a maior parte dos estudos indica que é um período onde a frequência de lesões é significativamente maior’. Devido a este fato, conhecer as capacidades do atleta é fundamental para o desenvolvimento de um trabalho qualitativo”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here