Eventos promovem a difusão da cultura japonesa em Macaé e contribuem com os projetos sociais de Matsuda - Divulgação

Evento, promovido todos os meses, tem como objetivo arrecadar recursos para os projetos sociais

Mais do que uma escola de judô. Associação Matsuda Iminkan também tem a missão de promover o bem em prol de quem mais precisa. Com esse objetivo, ela vai promover hoje (12), das 18h às 21h30, uma nova edição do “Yakisoba Solidário”.

Esse evento é promovido mensalmente, toda segunda sexta-feira do mês, na sede da academia e conta com o apoio do Restaurante Sansai de Macaé, um dos seus grandes parceiros. Para quem ama a culinária oriental, essa é uma oportunidade de se deliciar com os pratos típicos e ainda ajudar a manter vivo os projetos sociais desenvolvidos por Matsuda.

Esse é o grande objetivo desse encontro com a população. Aproximar a sociedade das tradições japonesas e arrecadar recursos para os projetos. Além do Yakisoba, que é o prato principal da noite, terá também a venda de karê (um dos pratos mais tradicionais no Japão) e doces japoneses importados. E o famoso “sextou”terá também diversão com karaokê com músicas nacionais e internacionais, entre elas, japonesas.

Vale lembrar que a entrada é grátis e o convidado paga apenas o que consumir. A Associação Matsuda fica situada na Rua Visconde de Quissamã, numero 123A – Centro. E quem gosta de estar por dentro dos eventos promovidos pela Associação, em agosto, no dia 16, terá também a celebração de Tanabatá, festa folclórica tradicional do Japão.

Para mais informações sobre os eventos, basta acompanhar a página deles no Facebook: https://www.facebook.com/associacaomatsuda ou no Instagram: @matsudaiminkan. A pessoa também pode entrar em contato pelo telefone através do número: (22) 2763-0218.

A Associação Matsuda de Judô vem há mais de meio século plantando e cultivando as sementes do esporte em Macaé e região, buscando, através do ensino da prática do Judô, formar melhores cidadãos e construir um mundo melhor.

O Mestre Matsuda veio para o Brasil em 1960 também como mão de obra para agricultura, num dos últimos navios que trariam os japoneses nesta forma de acordo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here