Minha foto Criss Couto

Em tempos de combate ao coronavírus, em que a ordem é manter o isolamento, surgem muitas mudanças de hábitos das pessoas, acentuando um clima de solidariedade e de ampr ao próximo, Neste sentido, contadora da cidade se reinventa e cria projeto beneficente online. Trata-se de Cris Couto, que já ganha apoio e aplausos pela iniciativa de promover o projeto ‘@100fotosparaobem’, com a proposta de reunir trabalhos de fotógrafos e arrecadar fundos para o Poscris (Podemos Ser Crianças Saudáveis). O envolvimento de Cris Couto com a fotografia se justifica pelo fato dela ser esposa e agente do marido, o fotógrafo Aguinaldo de Paula.

Segundo Cria Couto, a campanha consiste na venda das fotografias doadas através do site www.100fotosparaobem.com.br, para arrecadar fundos para a instituição filantrópica. “Estamos fazendo a divulgação no instagran e no facebook @100fotosparaobem. As Fotografias vendidas serão impressas em tamanho 20 por 30 no papel fosco elite Kodak e serão enviadas para os compradores, pelos Correios em uma caixa envelope rígida para proteção”, informou Cris, acrescentando que os moradores de Macaé podem optar por retirar em mãos e não pagar o valor do frete. “A campanha vai ficar no ar por um tempo determinado porque eu preciso fechar a contabilidade para poder prestar contas a todos que participarem e passar esse valor em forma de material de construção e alimentos para a instituição escolhida”, explicou.

Amor pela instituição

Cris Couto disse que conheceu ano passado o Poscris, que é um acrônimo da frase Podemos Ser Crianças Saudáveis, e logo ficou apaixonada pelo trabalho desenvolvido pelo projeto, que funciona no bairro Malvinas. O senhor Paulo Ferreira cuida da instituição com a ajuda da sua esposa Elma e com o apoio de muitos aqui da cidade. Esta instituição cuida para manter crianças de 6 a 14 anos longe das drogas, através de atividade esportiva, reforço escolar, aula de artesanato e alimentação. Também ajuda às famílias dessas crianças. Agora mesmo eles estão construindo uma casa para uma família de 4 pessoas que estava morando numa área alagada lá na Malvina. A instituição tem hoje 100 crianças cadastradas participando e 80 na fila de espera”, disse ela.

Como surgiu o projeto

Cris Couto revela que se inspirou num fotógrafo brasileiro que, atendendo a um pedido de ajuda de um hospital lá na Itália, teve a ideia de reunir alguns fotógrafos e vender suas fotos pela internet para angariar fundos. Esse mesmo fotógrafo trouxe essa ideia para São Paulo por ser Paulista. “Eu soube dessa campanha através do Instagram da Rafa Brites que é jornalista também e por ter acesso à fotógrafos aqui da região e do estado, porque o meu marido Aguinaldo de Paula é fotógrafo, resolvi colocar a mão na massa e fazer essa campanha acontecer aqui nosso estado do Rio”, conta.

Fotógrafos participantes

Cris disse que montou toda a campanha aqui do seu jeito e chamou o Aguinaldo para contribuir com algumas fotos e pedir para que ele convidasse amigos fotógrafos. Todos que receberam o convite quiseram participar e doaram duas, três ou mais obras. O evento conta com 30 fotógrafos, sendo 12 de Macaé. São eles: Aguinaldo de Paula, Dunga, Jussara Peruzzi, Romulo Campos, Tiago Guedes, Vavá – Everaldo Esterque, Rogério Peccioli, Marcelo Machado, Bruno Campos, Claudia Barreto, Erica Sarzedas e Manoel Reis.

Cris Couto

Cris Couto é contadora mas não atua na área faz um bom tempo. Começou a atuar como agente de fotógrafo no final de 2018. Portanto, é agente do Aguinaldo de Paula, que é seu marido, desde então ele fez exposições em Nova Iorque, Turim na Itália, no festival de Arte de Veneza e no Centro Cultural Correios – Rio de Janeiro, todas no ano passado. Esse ano ainda não fizeram nenhuma exposição por conta da pandemia, mas já tinham uma exposição nos EUA marcada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here