Painel-odebateon-macaé
Prefeitura de Macaé - Wanderley Gil

Em menos de dois meses, o governo realiza a terceira modificação no quadro de secretários. Gustavo Peretti Wagner, que respondia pela secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, foi substituído por Gerson Lucas Martins, que acumula também a secretaria de Meio Ambiente. Antes, Obras e Serviços Públicos também trocaram os gestores. Outras três secretarias devem passar por mudanças antes do Carnaval. A conferir!

Água

E nesta semana, o governo vai discutir com o Estado o fim da vigência do contrato, celebrado em 2012, com a Nova Cedae para explorar o abastecimento de água. A ideia é romper o acordo, já que o serviço anda cada vez pior no município. Até um pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) começará a tramitar na próxima semana na Câmara. Mas antes disso, a decisão da prefeitura é mudar os rumos do acesso da população a água tratada e encanada.

Homenagem

Ganhou repercussão na cidade a proposta que tramita no Congresso Nacional para dar ao Aeroporto de Macaé o nome do desbravador Joaquim de Azevedo Mancebo, fundador do Aero Clube da cidade, na década de 60. O pedido é assinado pela primeira secretária da Câmara dos Deputados, a macaense Soraia Santos (PR). A Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) e demais instituições assinam o projeto.

Violência

O final de semana em Macaé, e demais municípios da região, voltou a ser marcado por casos de enfrentamento entre o crime organizado e a polícia, que gerou mortes. A repressão ao tráfico de drogas precisa ser intensificada, sem que isso afete, de forma direta, a rotina das comunidades. Em outros pontos da cidade, a ostensividade está presente em pontos estratégicos, que ajuda manter a sensação de tranquilidade.

Ordem

Devido ao sol quente, o final de semana voltou a ser marcado por praias cheias na cidade, o que depende de uma maior atuação de serviços públicos, como ordem e trânsito. No Pecado, ao fim do dia, surgem engarrafamentos na entrada e na saída do bairro em função do risco de acesso à Rodovia Amaral Peixoto. Nos Cavaleiros, a disputa por vagas de estacionamento acaba afetando o ritmo comum do fluxo do trânsito.

Social

Os flanelinhas tomaram de vez os espaços públicos de Macaé. Em qualquer local de grande movimentação de pessoas, lá estão eles para exigir trocados por “cuidar” de veículos estacionamentos em vagas públicas. Como não há ação, nem da Guarda e nem da Mobilidade Urbana, o cidadão fica refém da atitude ríspida dos pedintes. Ai de quem não pagar pelo serviço prestado em minutos.

Precárias

Pipocam pelas redes sociais denúncias de estado precário de escolas públicas da rede municipal. Depois da tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo, a vigilância sobre os sistemas de energia destas unidades está mais rigorosa. E o que os pais e responsáveis têm encontrado nas unidades é de se surpreender. Com mais de R$ 500 milhões anuais de orçamento, será que a secretaria não tem condições de arrumar isso?

Visita

Sem dúvidas, a visitação a Ilha do Francês, no Arquipélago de Sant’Anna, tornou-se o principal atrativo do verão macaense. Nos finais de semana, diversas embarcações partem do porto do Mercado de Peixes em direção a formação rochosa, em um trajeto que dura cerca de 40 anos. Restrita por conta das instalações da Marinha, a Ilha de Sant’Anna também é uma bela reserva natural a ser visitada por turistas.

UBER

E mesmo com a pressão dos motoristas auxiliares de táxis, a proposta de regulamentação do UBER em Macaé deixou de ser tocada pelo governo. Nada avançou após as reuniões realizadas no ano passado. Nem mesmo a minuta do projeto passou pelo crive da Procuradoria Geral do governo. Se não for rápida, a proposta será substituída por uma verdadeira guerra entre os proprietários de autonomias e condutores que rodam através do aplicativo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here