O encontro contou com a participação das demais instituições que compõem o Repensar Macaé, e recebeu o gerente de novos negócios da Zurich na América Latina, Simon Locher, junto ao gerente geral do Aeroportos de Florianópolis, Vitória e Macaé, Kleyton Peixoto Mendes. Foto Divulgação

Ao conectar Macaé com as principais cidades empresariais e turísticas do país, o setor aéreo expande o potencial de investimentos e negócios para a cadeia de fornecedores da cidade. Essa perspectiva pautou a reunião realizada hoje (4) pela ACIM com os diretores da Zurich Airport.

Na sede da ACIM, o encontro aproximou a relação entre a empresa que opera o Aeroporto de Macaé e as instituições que defendem o desenvolvimento econômico e sustentável da cidade.

A modernização do Aeroporto de Macaé e o movimento de mais passageiros, através dos voos offshore e comercial, também ajuda a estimular diversas atividades comerciais locais.
“O Aeroporto já se tornou um polo comercial para o município e contribui para atrair investimentos e gerar empregos”, avalia o presidente da ACIM, Olavo Pinheiro Júnior.O encontro contou com a participação das demais instituições que compõem o Repensar Macaé, e recebeu o gerente de novos negócios da Zurich na América Latina, Simon Locher, junto ao gerente geral do Aeroportos de Florianópolis, Vitória e Macaé, Kleyton Peixoto Mendes.

“A previsão do aumento do fluxo de voos comerciais na cidade, reduzindo o valor da passagem e ampliando a oferta de poltronas, representa a visão já otimista sobre a economia da cidade, pautada pela dinâmica do mercado de óleo e gás”, afirmou o coordenador da Comissão Municipal da Firjan, Evandro Cunha.

A importância do Aeroporto para estimular o turismo local foi destacada pela presidente do CVB Macaé, Isabel Tunas.

“O setor aéreo tem um papel importante na transformação do turismo como uma vertente econômica viável para a cidade no cenário pós pandemia”, disse Isabel.
O gestor do Aeroporto de Macaé, Fernando Castro, o diretor de operações da gerencial regional dos Aeroportos de Florianópolis, Vitória e Macaé, Fábio Marques e a gerente jurídico e compliance, Tâmara Oliveira, também participaram da reunião.

O Repensar

O Repensar Macaé é composto pela ACIM, Comissão Municipal da Firjan, Rede Petro-Bacia de Campos, Conventions and Visitors Bureau (CVB) de Macaé, SPE (Society of Petroleum Engineers), Sebrae, Associação Macaense de Contabilistas (AMACON), Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro) e Internacional Association of Drillings Contractors (IADC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here