ACIM e Repensar celebram licença prévia do Tepor

388

Representantes das instituições macaenses estiveram presentes na solenidade no Palácio Guanabara

Passo fundamental para a consolidação do projeto que marca a nova fase da indústria de óleo e gás no país, a assinatura e entrega da licença prévia do Terminal Portuário de Macaé (Tepor) representa uma conquista importante para a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), além das demais instituições que compõem o Repensar Macaé.

Presentes na solenidade realizada na noite de segunda-feira (11), no Palácio Guanabara, pelo governador Wilson Witzel, diretores da Associação que tiveram participação ativa na consolidação do Tepor, afirmaram que um novo momento de desenvolvimento e de prosperidade começa a ser escrito em Macaé.

“Após quase uma década, celebramos hoje um passo importante para o futuro de Macaé. O porto não representa apenas a nova fase do mercado de óleo e gás, mas sim a amadurecimento da própria classe empresarial local, que se une cada vez mais para construir uma história de desenvolvimento econômico, social e sustentável para a nossa cidade e nossa região”, afirma o presidente da ACIM, Francisco Navega.

Responsável por garantir a viabilidade do empreendimento capaz de absorver a atual e futura demandas de logística, para as operações de exploração e produção de óleo e gás nas Bacias de Campos e de Santos, Navega reconhece também o esforço de cada representante das instituições que compõem o Repensar, como ator importante em vários outros temas relevantes para o fortalecimento da economia da cidade.

Membro de instituições que compõem o Repensar Macaé estiveram presentes na solenidade

“Sem dúvidas, a união de forças em prol da cidade vem gerando frutos significativos. Do porto ao Aeroporto, passando pela cadeia de usinas termelétricas e a nova planta de gás, cada um desses projetos possui o esforço e a dedicação de empresários que se doam por acreditar no potencial de Macaé”, defendeu Navega.

Além da ACIM, o Repensar é formado pela Comissão Municipal da Firjan, Rede Petro-Bacia de Campos, Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro), Conventions and Visitors Bureau (CVB), Associação Macaense dos Contabilistas (AMACON), Sociedade dos Engenheiros do Petróleo (SPE) e da Insternational Association of Drillings Contractors (IADC).

1 COMENTÁRIO

  1. Só falta fazer a terraplenagem do local do TERPOR MACAÉ Rj ! Que hoje é um brejo perto do barreto !!!! Porém precisa de Preço Competitivo contra o PORTO DO AÇU !!! UM PORTO QUE COBRA SUPER BARATO PARA O USO DE SEUS CAIS !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here