Os empreendimentos serão abastecidos pelo gás processado no Terminal Cabiúnas

A Associação e demais instituições que compõem o Repensar Macaé estarão presentes no evento

Ao confirmar o potencial de Macaé em ser polo nacional de produção de energia, o licenciamento de duas novas usinas termelétricas é acompanhado de perto pela Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), com objetivo de participar das discussões que envolvem a construção de uma nova fase de desenvolvimento econômico e sustentável de Macaé.

Os projetos Jaci e Tupã, criados pela Global Participações em Energia (GPE), serão apresentados hoje, na audiência pública marcada pelo Ibama, como parte da avaliação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) para a instalação dos empreendimentos, no condomínio Cabiúnas.

“Nenhuma outra cidade do Brasil está tão preparada para o futuro como Macaé. Somos a maior base de processamento de gás natural do Estado. Possuímos o potencial de se tornar a principal fonte de energia do país, além de abrigar também um complexo industrial do setor petroquímico. A ACIM, e demais instituições que compõem o Repensar Macaé, acompanham todo esse processo de perto”, avalia o presidente da ACIM, Francisco Navega.

Os empreendimentos serão abastecidos pelo gás processado no Terminal Cabiúnas. A unidade Jaci terá capacidade de gerar 330 MW de energia, enquanto Tupã terá o potencial de produzir 1.850 MW. “Com o licenciamento e instalação desses dois empreendimentos, Macaé contará em breve com a operação de nove termelétricas, produzindo um volume significativo de energia não visto em qualquer outra cidade do país”, aponta Navega.

Hoje, Macaé já conta com a operação da UTE Mário Lago e a Termelétrica EDF Fluminense. Segue em fase de construção a Usina Termelétrica Marlim Azul, em área do CLIMA (Complexo Logístico e Industrial de Macaé). Outros dois empreendimentos já foram licenciados. Além de Jaci e Tupã, um terceiro projeto também iniciará em breve o processo de licenciamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here