Acidente grave deixa uma pessoa morta e duas feridas

1511
Van que transportava funcionários de empresa offshore e carro de passeio se envolvem em acidente

A colisão aconteceu na noite da última quarta-feira (9), por volta das 23h, quando veículos bateram de frente na RJ-106, próximo ao Bar do Coco

A rotina de acidentes na Rodovia Amaral Peixoto, próximo do Supermercado Atacadão, no bairro São José do Barreto, parece não chegar ao fim. Mais um acidente grave foi registrado na noite da última quarta-feira (9), por volta das 23h, no Bar do Coco, na RJ-106, em Macaé. A colisão envolvendo uma van que transportava funcionários de empresa offshore e um celta, de cor azul, deixou o motorista do celta, André Walker, conhecido como ‘Buiu’, em estado gravíssimo, permanecendo internado no Hospital Público de Macaé (HPM).

A esposa que estava no carona, identificada como Tatiana Meirelles, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O filho do casal que também estava no carro de passeio foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Barra de Macaé, e o estado de saúde é estável. Já o motorista da van, que não teve a identidade revelada, também teve ferimentos e foi encaminhado ao Hospital Público Municipal de Macaé.

Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária estiveram no local do acidente e aguardaram a perícia para realizar a remoção do corpo e dos veículos. Uma hora depois, o rabecão removeu o corpo de Tatiana que foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Macaé. Um engarrafamento de um quilômetro na rodovia foi registrado. Por volta de meia noite, o tráfego estava funcionando normalmente.

André (Buiú) é proprietário de uma loja de conserto de aparelhos de celular, na Rua Silva Jardim, no Centro da cidade. Já a Tatiana era manicure.

Na manhã de quinta-feira (10), amigos e parentes do casal deixaram mensagens de despedidas e outros não se conformavam com a triste notícia.

Devido ao grande número de acidentes ocorridos na Rodovia Amaral Peixoto, próximo ao Parque de Exposição, no bairro São José do Barreto, condutores e pedestres pedem mais atenção das autoridades responsáveis. O trecho é conhecido por muitos como um dos mais perigosos do município, isso porque os motoristas não obedecem à sinalização e abusam da velocidade, colocando as suas próprias vidas e a de outros em risco.

1 COMENTÁRIO

  1. Quando vamos ver a duplicação da RJ-106? É uma rodovia fundamental para Macaé e região, facilitaria muito os negócios ligados à atividade offshore e também o turismo, que hoje sofre com a falta de investimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here