Empresa antecipa cronograma de obra de pista do aeroporto

1
431
Comitiva de empresários vistoriam a obra de ampliação da pista do Aeroporto de Macaé
Powered by Rock Convert

Empresários do ramo do petróleo fazem vistoria no local, que está com 50% de fase concluída

Empresários que compõem as instituições organizadoras do Repensar Macaé visitaram na manhã desta segunda-feira (03) o Aeroporto de Macaé com objetivo de acompanhar de perto o andamento da obra de reforço estrutural da pista de pousos e decolagens, elevando a capacidade de segurança para operações de aeronaves de maior porte, que integram a logística aérea regional.

Recepcionado pelo superintendente da Infraero Macaé, João Pedro Aparecido Romano, a comitiva de empresários do ramo de petróleo e gás pôde acompanhar o avanço nas obras desde a última visita realizada no mês passado. “No próximo dia 15 começa a segunda fase de obra da pista. Vamos entregar os primeiros 500 metros da pista totalmente reformado e sinalizado, conforme regulamentação na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Hoje estamos com 50% da obra em adandamento”, disse Romano.

O novo projeto de obra da pista do Aeroporto prevê a elevação de 7 para 19 do PCN (Pavement Classification Number), permitindo assim pousos e decolagens de aeronaves ATR72, com capacidade para 70 passageiros, que operam nos principais aeroportos regionais do país. A nova pista terá uma extensão de 1200 metros.

As obras no Aeroporto começaram em 1º de junho, com previsão de término em 390 dias. O investimento previsto é de R$ 24,4 milhões. “Conforme segue o cronograma das obras existe a possibilidade dela ser concluída antes do prazo previsto”, declarou o superintendente Romano.

As obras no Aeroporto começaram em 1º de junho, com previsão de término em 390 dias

As intervenções incluem ainda a pavimentação dos acostamentos, a substituição dos cabeamentos de alimentação elétrica dos balizamentos de pista e taxiways, a revitalização da sinalização horizontal e implantação de vertical, além da substituição dos corpos de luminárias e drenagem.

“Essa obra é uma grande vitória, porque hoje não desce avião de carreira por causa da pista. Teremos possibilidade de receber aeronaves de maior porte e de usar o novo terminal de passageiros, que está pronto desde o ano passado. Já estamos planejando este aeroporto funcionando em pleno vapor durante a Feira Brasil Offshore ano que vem, em Macaé. Esse é o momento da retomada. Nós precisamos demais desse aeroporto e também reivindicamos a duplicação da RJ-106, que liga Macaé a Rio das Ostras, e a conclusão das obras na BR-101, que estão em andamento”, conclui Evandro Cunha, presidente da Comissão Municipal da FIRJAN em Macaé.

1 COMENTÁRIO

  1. É uma boa notícia, mas por outro lado, é lamentável que a nova pista não tenha 1.650m de comprimento e assim, aumentar consideravelmente o nível de segurança de todas as operações aéreas. E também prever a chegada dos turboélices de 90 lugares. Em nenhum lugar do mundo se reforma um aeroporto com tantos milhões para se construir somente 1.200m de pista. Só falta a resistência do piso asfáltico não ser para 33 toneladas ou superior. Saudações,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here