Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

UFRJ vai promover palestra sobre a história da cirurgia em Macaé

Na oportunidade também será abordada a vinda do Curso de Medicina para a cidade. As palestras serão ministradas pelo cirurgião geral Dr. Manoel Ângelo Raposo

Em 27/10/2017 às 12h31


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Na próxima semana a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira vai realizar um evento em comemoração ao Dia do Médico - ocorrido no último dia 18 deste mês. 

O evento, de acordo com informações de profissionais da universidade vai, marcar também a agenda inicial de eventos no âmbito da nova coordenação do curso de medicina que é feita pelo professor Dr Joelson Tavares. "A gente está convidando o Dr. Raposo para falar sobre a história da cirurgia em Macaé. Vamos enviar convite para toda a sociedade para que as pessoas venham participar e conhecer um pouco sobre a história da cirurgia na cidade. Na oportunidade também será abordado a vinda do curso de Medicina para a cidade", disse a professora e coordenadora de eventos do curso de Medicina, Lilian Bahia. 
O Professor Joelson e também coordenador do curso de Medicina ressaltou que a iniciativa tem a finalidade de comemorar o Dia do Médico - ocorrido no último dia 18 deste mês. "Será um momento de homenagem a esses profissionais, por isso convidamos o Dr. Raposo que é um cirurgião antigo na cidade", disse. A programação vai acontecer no dia 31 de outubro, às 18h, no auditório do Bloco B. 

Recentemente o curso de medicina oferecido pela UFRJ Campus Macaé foi apontado como um dos três melhores do estado. Em uma escala de 0 a 5 a graduação obteve nota 3 no conceito Enade. O primeiro lugar ficou com o curso oferecido pela UERJ Rio de Janeiro (com nota 4) e  o segundo pela UFRJ Rio de Janeiro (também com nota 4). 

A nota foi obtida por meio do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), referente à prova aplicada a alunos concluintes de cursos de graduação em 2016. Segundo o órgão, o Ministério da Educação (MEC), foram avaliados 4,3 mil cursos nas áreas da saúde e das ciências agrárias.

Ainda de acordo com as informações, também foram divulgados dois indicadores calculados a partir deste exame: o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD).  

Os indicadores calculados foram para os cursos com participantes concluintes do Enade 2016, que envolveram as áreas de Agronomia; Biomedicina; Educação Física; Enfermagem; Farmácia; Fisioterapia; Fonoaudiologia; Medicina; Medicina Veterinária; Nutrição; Odontologia; Serviço Social; Zootecnia; Tec. em Agronegócio; Tec. em Estética e Cosmética; Tec. em Gestão Hospitalar e Tec. em Gestão Ambiental. Os dados foram divulgados no início de setembro. 

Vale lembrar que o Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. Ele é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no Exame deve constar em seu histórico escolar. A primeira aplicação do Exame ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento.

A iniciativa tem como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). 

As atividades serão realizadas no próximo dia 31, na Cidade Universitária 

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:

Tags: educação


publicidade