Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Modernidade ligada à tradição

Em 28/07/2017 às 11h26


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Palácio passou a ser em 2014 nova sede do poder Legislativo Palácio passou a ser em 2014 nova sede do poder Legislativo
Assim como as glórias do passado, os avanços provocados por um futuro de prosperidade, gerado pelo petróleo, contribuíram para profundas transformações registradas pela 'nova Macaé'. E essa fase de pujança deixa marcas importantes, como um legado que será relembrado durante as próximas décadas.

E nesse contexto, surge um dos principais patrimônios arquitetônicos da cidade: o Palácio Natálio Salvador Antunes.
O prédio, situado à margem da Rodovia do Petróleo, é dividido entre as Alas I e II. A fachada recebeu a "pele espelhada", que dá o ar moderno ao prédio. De acordo com o projeto de lei apresentado pelo ex-vereador Zezinho Crespo, o palácio recebeu o nome do ex-presidente da Câmara, Natálio Salvador Antunes.

Na Ala I estão concentrados os setores de departamento de compras, sistema de comunicação, tesouraria, diretoria, controle interno, licitação, banheiros para cadeirantes e protocolo geral da Câmara.
Já na Ala II estão a sala de documentos, histórico, telefonia e a sala reservada para a exposição de documentos históricos, entre eles o de fundação da cidade de Macaé.

A Ala II abriga também as salas da administração do prédio, patrimônio, secretaria, Comissões I e Comissões II, cerimonial, arquivo geral, arquivologista, Tribunal de Contas do Estado (TCE), arquivo contábil, digitalização de documentos, assessoria de comunicação, recursos humanos, banheiros, depósito de materiais, serviços gerais, refeitórios e manutenção.

Na área superior do prédio, os 17 vereadores acessam as duas salas de apoio que antecedem a entrada do salão nobre, com capacidade para receber 450 pessoas, além da área reservada para eventos, equipada com uma cozinha.

No outro setor do segundo piso estão situados dois banheiros e o plenário, com capacidade para receber 200 pessoas. O salão tem espaço para 23 vereadores, equipada com a área para a Mesa Diretora, além do púlpito para os discursos dos parlamentares.

Em meio a toda imponência da construção, a inauguração da nova sede da Câmara de Vereadores de Macaé marcou também homenagens a políticos ilustres que contribuíram com o processo de transformação do município, de Princesinha do Atlântico, à Capital Nacional do Petróleo.

Ao se tornar um dos marcos arquitetônicos da cidade, o Palácio imortaliza também a memória de três políticos nativos da cidade que, em momentos distintos da história de Macaé, representaram o município em fases marcantes: Natálio Salvador Antunes, Nacif Salim Selem e Dr. Carlos Augusto de Paula. Natálio, que dá nome à nova construção, atuou na Câmara de Vereadores, presidindo o parlamento municipal há mais de 30 anos.

Já Nacif, ex-vereador, ex-presidente da Câmara de Vereadores, ex-vice-prefeito e ex-prefeito, atuou no parlamento municipal na década de 70. Seu nome batiza o plenário que recebe os 17 vereadores que representam a população macaense.
Dr. Carlos Augusto, ou Dr. Carlão, ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-vice-prefeito, por dois mandatos, foi homenageado ao dar nome ao Salão Nobre do novo palácio.

Ao reconhecer a importância da preservação da identidade do município, o novo palácio possui uma ala em sua entrada destinada a armazenar documentos históricos, como o que registrou a fundação de Macaé como cidade, que permanecerá exposto para apreciação de visitantes.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: Macaé 204 anos


publicidade