Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Macaé imortaliza traços de Niemeyer

Em 26/07/2017 às 10h50


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Alcides Ramos e Oscar Niemeyer Alcides Ramos e Oscar Niemeyer
Para reforçar ainda mais o diferencial atribuido a Macaé, ao longo da sua projeção regional e nacional, os traços deixados pelo gênio da arte moderna brasileira, Oscar Niemeyer, ajudaram a consolidar o momento crucial no processo de desenvolvimento econômico e social vivido pela cidade desde o início da década de 90.

Única cidade de interior a contar com um projeto assinado por Niemeyer, Macaé exibe na Rua da Praia o imponente prédio que abriga a sede administrativa do governo. Mas, muito antes do prédio ajudar a reconstruir o inventário do patrimônio histórico da cidade, a relação entre Oscar Niemeyer e Macaé merece um capítulo à parte.

O projeto consta oficialmente como iniciado em 1985. Porém, em 1983, o ex-prefeito Alcides Ramos imaginou, no seu terceiro mandato, edificar uma nova prefeitura com oito pavimentos no coração da cidade. Neste ano, a pedra fundamental para a construção do prédio foi fincada no terreno e, junto, uma edição de O DEBATE para marcar o momento histórico. 

Porém, o Plano Cruzado do governo Sarney acabou interferindo no orçamento do projeto. Quando os pilares e vigas atingiram o quinto pavimento (um deles subterrâneo), o contrato foi rescindido e a obra paralisada.

Foram cerca de 18 anos de exposição do "esqueleto", criticado pelos oposicionistas da época. O projeto demorou a sair do papel por falta de verba do poder público, embora os royalties começassem a jorrar dinheiro nos cofres da prefeitura. 
Entre idas e vindas, a inauguração da sede aconteceu somente no mês de julho do ano de 2004, durante a terceira gestão do ex-prefeito Silvio Lopes. 

Sede da prefeitura foi inaugurada em 2004, após 18 anos de construção e de paralisações


A sede possui cinco pavimentos, dentre os quais um subterrâneo em uma área de cinco mil metros quadrados. Segundo estimativas divulgadas durante a inauguração, o valor total da obra foi de R$ 9 milhões.

O pavimento semi-enterrado possui 678,45 m², onde foram instalados: garagem, arquivo geral, subestação, cisterna, hall de elevadores, geradores e sanitários de serviço; o pavimento térreo possui 1.096,79 m², distribuídos em hall de acesso principal, com salão de exposições e auditório com capacidade para 94 pessoas; os outros pavimentos possuem 619,52 m² cada um, com distribuição livre para divisórias, copa e banheiros. A área total construída é de 4.410,79 m².

Após 13 anos de sua inauguração, o prédio ainda é mantido como a sede da administração municipal. E nesse período sofreu algumas alterações estruturais, como a colocação de grades de ferro em frente as áreas dedicadas ao projeto de paisagismo, ato bastante criticado por arquitetos por provocar poluição visual e interferência direta na obra desenhada por Oscar Niemeyer.

Durante o horário comercial e os dias de semana, o prédio pode ser visitado.




Autor: Márcio Siqueira

Foto: Acervo/ Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: Macaé 204 anos


publicidade