Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Cenários distintos em mais de 404 anos de história

Em 11/07/2017 às 10h57


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte


Forte foi Construído 200 anos antes da Vila São João de Macaé


Da estratégia de guerra nos primódios da colonização brasileira a cenário de filme que imortalizou a lenda dos '100 anos de atraso' de Macaé, o Forte Marechal Hermes merece um capítulo à parte nos 204 anos de história da eterna Princesinha do Atlântico.

Erguido 400 anos antes da criação da Vila São João de Macaé, o Forte pode ser considerado o pontapé para os dois séculos de evolução, transformação e progresso da cidade, reservando para sí memórias que ajudam também a mexer com o imaginário popular, não só de quem vive na cidade, mas também de milhares de pessoas do país e do mundo.

De acordo com dados históricos, o prédio foi construído no início do século XVII, mais precisamente no ano de 1613 , com a instalação do Forte Santo Antônio de Monte Frio, ainda no período de colonização da região.
Mais de 200 anos depois de sua fundação, o Forte Santo Antônio foi fechado em 1859, 13 anos depois de Macaé ser alçada à condição de cidade.

Apesar de muitos acreditarem que a maldição rogada sobre a cidade por Mota Coqueiro teria motivado a desativação da unidade, o Forte foi fechado por decisão do Ministro da Guerra, o Coronel Reformado Sebastião do Rego Barros, devido ao alto custo de manutenção de tantas outras unidades militares do país.
Em 1893, o Presidente da República, Marechal Floriano Peixoto avaliou a necessidade da reativação do Forte, sobre o pretexto de defender as operações marítimas realizadas pelo Canal Campos-Macaé, que começou a ser construído em 1872.

Assim, em 15 de abril de 1910 foi instalado o Forte Marechal Hermes, com a presença da comitiva presidencial.
Nos 'anos de chumbo', na década de 60, o Forte serviu de base para as ações da ditadura militar.
Em 1995, o 10º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado no Forte Marechal Hermes da Fonseca foi ameaçado de extinção pelo Comando do Exército, que estava prestes a fechar as suas portas.

Para evitar a venda do Forte, o então prefeito Silvio Lopes Teixeira, encaminhou à Câmara um projeto de Lei para votação de urgência, o qual visou o tombamento do acervo cultural e histórico daquela unidade militar, e celebrar o convênio com a União, segundo o artigo 1º da Lei nº 9.636/98, que visou promover a preservação do sítio onde a instituição está localizada. A proposta era proteger a área do entorno e a edificação.

No domingo, no dia 07 de dezembro de 2003, às 10 horas, 1,5 mil pessoas entre crianças, jovens e adultos com camisas, bandeirinhas e faixas, estiveram em frente ao Forte Marechal Hermes da Fonseca para dar o abraço que marcaria e mudaria a história do Forte e, consequentemente, a de Macaé.

Após a mobilização popular, e manutenção da estrutura militar, o Forte serviu de cenário para filmagens de 'Sem Controle', estrelado pelo ator Eduardo Moscovis que interpretou o personagem Danilo, diretor de teatro obcecado com a injustiça cometida contra o fazendeiro Manuel da Mota Coqueiro.

Na internet, o filme que possui também outras imagens da cidade foi visto por 3,5 milhões de pessoas.

Autor: Márcio Siqueira

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:

Tags: Macaé 204 anos


publicidade