Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Colégio Luiz Reid conta com ponto de coleta de óleo

Quando descartado de forma irregular, um litro de óleo é suficiente para contaminar 25 mil litros de água

Em 12/02/2016 às 14h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Qualquer pessoa interessada pode fazer o descarte correto do resíduo e contribuir com o meio ambiente Qualquer pessoa interessada pode fazer o descarte correto do resíduo e contribuir com o meio ambiente
Além de ensinar matemática, física, história e outras disciplinas, o Colégio Estadual Luiz Reid também incentiva a educação ambiental. A unidade conta com um dos diversos pontos de coleta de óleo de cozinha espalhados na cidade. A medida visa evitar o descarte irregular do resíduo, em especial no meio ambiente e nas redes de esgoto. 

Os postos de coleta fazem parte  do Programa Municipal de Coleta de Óleo Vegetal Usado, desenvolvido pela Secretaria de Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade, Gestão de Águas e Territórios, com o apoio da Odebrecht Ambiental.

E  para facilitar a coleta, a Secretaria de Ambiente orienta que a população leve o óleo (já coado de impurezas) em garrafas PET. O material é encaminhado para cooperativas e associações, servindo para a produção de sabão, glicerina, tintas, detergente e biodiesel. Quando lançado na natureza, o resíduo provoca a impermeabilização do solo, causando danos ambientais e colocando em risco a vida de diversas comunidades em períodos de chuvas torrenciais e enchentes. Já nas redes de esgoto, provoca o entupimento de canos e a proliferação de pragas e doenças nocivas aos seres humanos e aos animais.

Além do Colégio Estadual Luiz Reid, o município conta com pontos de coleta no bairro Cavaleiros, no distrito do Sana; no Posto de Atendimento da Odebrecht Ambiental (Rua Dr. Júlio Olivier, bairro Imbetiba); na Secretaria de Ambiente (Avenida Rui Barbosa, 1.725, Alto dos Cajueiros); e Base Operacional na Lagoa de Imboassica (bairro Morada das Garças). 

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: meio ambiente, descarte


publicidade