Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Incentivo ao conteúdo local é estratégia para restruturação

Pauta levantada por José Serra ecoa nos ambientes de discussão da Brasil Offshore

Em 26/06/2015 às 11h50


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Em palestra, Serra abordou temas relativos à atual situação enfrentada pelas empresas de Macaé Em palestra, Serra abordou temas relativos à atual situação enfrentada pelas empresas de Macaé
Em sua participação no painel "Inflexões: um novo marco regulatório", realizado na última terça-feira (23), o Senador José Serra (PSDB) expôs uma das principais feridas abertas pela crise institucional da Petrobras, que reflete-se no cotidiano da cadeia produtiva do petróleo local.

Em sua palestra, realizada no primeiro dia da programação da Brasil Offshore, o Senador colocou em pauta um dos temas que poderiam ser estudados durante os encontros empresariais, ou nas reuniões institucionais, promovidas pelas grandes empresas do setor de óleo e gás, e organizações que acompanham a evolução do mercado do petróleo, junto à direção da Petrobras, durante a oitava edição da feira.

Ao afirmar que o 'abandono' do programa de incentivo ao conteúdo local foi um dos 'atropelos' gerados por escolhas políticas, na composição do alto escalão administrativo da companhia, Serra demonstrou conhecimento sobre o cotidiano da cadeia do petróleo de Macaé ao expor um dos principais efeitos da retração de investimentos: a desmobilização de empresas.

O Senador afirmou ainda que a redução de demandas de negócios para empresas que atuam no setor de exploração, principal área de atuação das empresas sediadas em Macaé, está diretamente ligada ao atraso na realização de leilões de novas áreas de produção no país.

"A empresa possui reservas que somam um potencial de produção de 40 bilhões de barris de petróleo. No entanto, passaram-se oito anos sem que novos leilões para exploração de novas áreas fossem realizados. Isso causou um efeito tremendo até na política de conteúdo local. Reduzir a demanda das empresas, além de gerar o endividamento por falta de pagamentos, foi um dos principais erros cometidos pela Petrobras", declarou Serra.

No seu discurso, o Senador destacou o seu posicionamento também em relação às discussões sobre a partilha dos royalties do pré-sal e do pós-sal.

"Os municípios não-produtores de petróleo deveriam receber, sim, recursos dos royalties, mas não em forma de repasses. Esse é um direito de cidades como Macaé, que sofrem os impactos pela operação offshore. As cidades não-produtoras devem receber esses recursos através de investimentos do governo federal, em saúde e educação", disse Serra sendo, mais uma vez, aplaudido por lideranças políticas e empresariais durante o evento.

Autor: Márcio Siqueira

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade