Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Brasil Offshore fortalece ambiente de negócios e recupera ânimo do setor

Representantes da indústria e lideranças políticas fortalecem potencial da feira ao promover debate técnico e pauta sobre operação do petróleo

Em 24/06/2015 às 14h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Representantes da indústria apontaram visão otimista Representantes da indústria apontaram visão otimista
Superação foi a palavra que unificou os discursos das autoridades políticas e lideranças empresariais que participaram da abertura da oitava edição da Brasil Offshore, realizada no início da tarde de ontem (23), no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho.

E o sentimento de Macaé, da sociedade e da cadeia produtiva do petróleo local foi traduzido pelo discurso do prefeito de Macaé, Dr. Aluízio Júnior, que destacou a força da indústria para garantir a restruturação do mercado de óleo e gás e a capacidade da Petrobras em retomar as operações da política energética nacional, recuperando investimentos nas operações realizadas na Bacia de Campos.

Diante de um auditório formado por pessoas que possuem participação direta nas transformações registradas pelo mercado do petróleo, em Macaé e no país, Dr. Aluízio, assumindo também a posição de presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), afirmou de forma categórica que a indústria offshore assume um papel de destaque no processo de recuperação da soberania nacional.

"Em um cenário de crise, a indústria do petróleo demonstra a capacidade de seguir três pontos fundamentais para que o país possa recuperar a sua soberania: superando a crise, trabalhando e investindo. Portanto, a Brasil Offshore é mais que um ambiente para negócios. Hoje iniciamos a feira da superação, um processo que surge dentro de uma cidade que se especializou em atender as demandas de um setor que gera emprego, muda vidas e que, mais uma vez, vai fazer o país crescer", destacou o prefeito.

Veja a galeria de fotos

Eu seu discurso na abertura da feira, Dr. Aluízio fez referência à importância da restruturação da Petrobras para a dinâmica da economia offshore.

"Promovemos a feira da informação, seja técnica e política, que vai valorizar a dedicação de milhares de brasileiros que participam das atividades do petróleo. Só a indústria e a Petrobras são capazes de recuperar o cenário positivo através da superação", defendeu.

Antes de encerrar seu pronunciamento, o prefeito convocou o público presente para reverenciar a contribuição da Petrobras no processo de transformação de Macaé, assim como da economia do Estado e do país, sem deixar de homenagear as pessoas que participaram desse processo.

"Eu peço uma salva de palmas para a Petrobras, para todos os trabalhadores que deram a vida por esse setor, por Macaé e pelo país. Eu peço uma reverência também a dias melhores",  disse o prefeito, sendo aplaudido de pé pelo público que lotou o salão principal do Centro de Convenções.

O prefeito fez referência à importância da Petrobras no processo de restruturação do mercado
Indústria apresenta otimismo

A expertise adquirida pela indústria brasileira do petróleo e as potencialidades de produção, concentradas em reservas de óleo e gás já descobertas no país, foram destacadas pelos representantes de instituições ligadas ao segmento offshore durante a abertura da feira.

Vice-presidente da Reed Exhibitions Alcântara Machado, Paulo Otávio Almeida, afirmou que a Brasil Offshore promove análise importante, nos aspectos políticos e técnicos, para a criação de um novo cenário de investimentos.
"Apresentamos uma feira pautada na busca da eficiência. Todas as marcas que participam do evento possuem importância fundamental para a restruturação do setor", destacou Paulo.

O secretário-executivo do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Milton Costa Filho, destacou o potencial da feira para estimular a relação entre as empresas.

"Este é o momento de buscar oportunidades, superando o cenário de crise", apontou.
O presidente da Associação Brasileira de Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro), Paulo César Tavarez, apontou uma visão otimista para o futuro das atividades em Macaé e no país.

"Não estamos em uma posição desfavorável no cenário internacional. Existe uma grande oportunidade de restruturação. Porém, é preciso discutir questões que possam atrapalhar esse novo cenário", destacou Paulo César.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade