Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Protesto atrapalha debate político

José Serra rebateu ato de representantes de petroleiros ao chamá-los de fascistas

Em 24/06/2015 às 14h31


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Manifestantes invadiram palco formado por autoridades Manifestantes invadiram palco formado por autoridades
A abertura do painel 'Inflexões: um novo marco regulatório' foi interrompida pelo protesto realizado por um grupo contrário de militantes que representaram a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro NF).

Contrários ao projeto apresentado por José Serra no Senado, que defende o modelo de concessão nas operações do petróleo, o grupo invadiu o palco formado pelo prefeito Dr. Aluízio Júnior, pelo secretário executivo do IBP (Instituto Brasileiro do Petróleo), Milton Costa Filho e pelo diretor da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP), Eloi Fernandez.

Logo na abertura do discurso de Serra, o grupo promoveu um apitaço. Houve tumulto entre os manifestantes e a equipe de segurança do evento.

Cerca de 30 minutos depois da confusão, e com o pedido feito por Dr. Aluízio, os manifestantes acalmaram os ânimos.
Ao encerrar sua palestra, José Serra considerou o protesto como um ato 'organizado por fascistas'.


Autor: Márcio Siqueira

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade