Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Macaé atrai interesse mundial ao concentrar R$ 1 bilhão em negócios

Oitava edição da Brasil Offshore referenda importância da cidade para o contexto econômico-internacional, além de marcar nova fase do segmento

Em 22/06/2015 às 11h56


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Centro de Convenções preparado para receber 50 mil visitantes na Brasil Offshore Centro de Convenções preparado para receber 50 mil visitantes na Brasil Offshore
Entre todos os superlativos, a possibilidade de gerar R$ 1 bilhão em negócios torna a oitava edição da Brasil Offshore um dos maiores marcos da participação de Macaé no contexto econômico-internacional, motivado pela produção diária de milhões de barris de petróleo na Bacia de Campos, representando a contribuição do Brasil na geração da principal matriz energética global. 

Durante os quatro dias de realização do evento, a cidade torna-se o centro de debates técnicos e políticos capazes de alavancar a restruturação de um mercado em recessão, mas com potencial de assumir novamente a pujança que, ao longo dos últimos 40 anos, tornou-se o sinônimo da força assumida no Estado e no país pela Capital Nacional do Petróleo.
Responsável por sediar a terceira maior feira de petróleo no mundo, Macaé carrega a marca especial no sistema offshore, já que é a única cidade no contexto mundial a realizar a feira dentro do ambiente operacional do setor de óleo e gás.

"A Brasil Offshore é, sem dúvida, um dos maiores marcos do petróleo como vocação econômica de Macaé, do Estado do Rio de Janeiro e do país. Durante esses quatro dias nos tornamos o centro mundial de discussões relativas ao segmento do petróleo, uma responsabilidade enorme e também uma grande oportunidade de chancelar a nossa importância para o cenário econômico-global", destacou o prefeito de Macaé, Dr. Aluízio Júnior.

Apesar de também ter sido afetada pela retração de investimentos relativos ao setor, a oitava edição da Brasil Offshore terá como um dos principais focos o de     fortalecer a expertise adquirida pela cadeia do petróleo local, conhecimento e técnica que serão fundamentais aos próximos projetos que serão norteados pela Petrobras dentro do Plano de Negócios 2015-2019.

"O potencial adquirido pela indústria do petróleo local, ao longo dos últimos anos, garante a Macaé a importância estratégica para as operações do segmento offshore nos próximos anos", analisou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turismo, Vandré Guimarães.

Ao movimentar uma série de setores da economia local, a oitava edição da feira contribui também para a injeção de ânimo no mercado macaense, seja de trabalho, construção civil, imobiliário, comércio, entre outros.

"Acreditamos no potencial de Macaé e na capacidade da nossa cadeia em promover a restruturação do mercado no país. A feira é uma forma de demonstrarmos toda a nossa importância para a Petrobras e para as demais empresas do setor no mundo", apontou o presidente da Comissão Municipal da Firjan, Marcelo Reid.

A Brasil Offshore acontece entre os dias 23 e 26 deste mês no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho. O evento é promovido pela Reed Exhitions Alcantara Machado e a prefeitura de Macaé.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade