Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Prefeitura se prepara para Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe

Imunização anual é fundamental para se proteger contra os vírus H1N1, H3N2 e B

Em 09/04/2014 às 10h37


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Em Macaé, a vacinação será realizada em 34 postos de saúde, inclusive nos distritos da região serrana Em Macaé, a vacinação será realizada em 34 postos de saúde, inclusive nos distritos da região serrana
No último dia 2, o Ministério da Saúde divulgou que esse ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe será realizada entre os dias 22 de abril e 9 de maio em todo país.

Ao contrário dos outros anos, em 2014, será ampliada a faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. Segundo o governo federal, essa mudança se dá devido ao fato de a taxa de internação dessa idade ter se igualado aos idosos em 2013.

A meta é vacinar 80% do público-alvo no Brasil. Além das crianças, integram ao grupo idosos, trabalhadores da saúde, gestantes, entre outros. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.

Em Macaé, a prefeitura também divulgou o cronograma de vacinação no município. Atualmente, a secretaria de Saúde segue com os preparativos finais para o Dia D de vacinação, que será realizado no próximo dia 26.

A imunização é fundamental, pois ela protege a pessoa contra o vírus da gripe H1N1, H3N2 e B. Ao todo serão 34 postos de saúde participando da campanha: Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas; Pronto Socorro Aeroporto; PSF Córrego do Ouro; PSF Trapiche; PSF Glicério, PSF Frade, Crubixás, Boa Alegria; PSF Sana e Cabeceira do Sana; PSF Bicuda Grande; PSF Bicuda Pequena; PSF Areia Branca; PSF Virgem Santa; PSF Imburo; PSF Fronteira A e B; PSF Lagomar A e B; PSF Nova Holanda A e B; PSF Malvinas A, B e C; PSF Ajuda A (Planalto), B e C; PSF Morro de São Jorge; PACS/PSF Barra- Brasília; PSF Engenho da Praia; PSF Botafogo; PSF Cajueiros; PSF Praia Campista; PSF Aroeira e PSF Campo d'Oeste.

No caso de pacientes com doenças crônicas, é preciso apresentar uma prescrição médica, como receituário ou encaminhamento (cópia e original) na hora. Os demais devem levar a carteirinha de vacinação. Pessoas com febre alta não poderão receber a dose.

O Ministério da Saúde adverte que após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e induração. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos passam, na maioria das vezes, em 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.   

Sintomas da doença

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Para evitar o contágio da doença, a pessoa pode tomar medidas preventivas como lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.  Em caso de suspeita, a pessoa deve procurar o atendimento médico o mais rápido possível.





Autor: Marianna Fontes/ marifontes@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:


publicidade