Notícias

Passageiros reclamam de problemas no transporte público no Miramar

Segundo eles, atrasos e mudança de rota de ônibus têm causado transtornos para população

Em 07/02/2014 às 13h03


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

População que depende do transporte público municipal pede que melhorias no serviço sejam realmente feitas População que depende do transporte público municipal pede que melhorias no serviço sejam realmente feitas
Proporcionar aos cidadãos um transporte público eficiente é investir direta e indiretamente em qualidade de vida. Além de melhorar a questão da mobilidade da cidade, uma vez que um ônibus pode evitar que muitos carros rodem pelas ruas, isso também contribui com a redução de emissão de gases poluentes, ou seja, também traz benefícios do ponto de vista ambiental.
Mas, infelizmente, na prática nem tudo acontece como deveria. Apesar de muita gente depender do transporte público na cidade, a qualidade do serviço é alvo constante de reclamações. Isso é um problema crônico no município, que vem sendo relatado nos últimos anos.

Essa semana, moradores do Miramar procuraram a equipe de reportagem para falar sobre o descaso da empresa responsável, a SIT, com os usuários. Segundo eles, os ônibus não estão respeitando os horários e estão mudando os trajetos por conta própria, sem informar à população.

Quem depende disso para trabalhar ou estudar, diz que fica à mercê da sorte. Por conta do atraso, algumas pessoas relatam ter perdido compromissos importantes. 

"Desde o final do ano passado, a gente não está sendo atendido dentro dos horários que éramos antigamente. Nós não podemos ficar esperando e dependendo do ônibus, pois não temos certeza se ele já passou ou não. Minha esposa sai para trabalhar às 6h30. Antes ela pegava o ônibus na porta de casa, na Rua Luiz Machado Portugal, e agora tem que ir andando cedo da manhã para o Terminal Central para pegar o transporte. Isso porque é a única garantia que ela tem que o ônibus passou ou não. Não só ela, como outros usuários que dependem dessa linha cedo. E outra, dia de sábado, domingo e feriado só tem um carro rodando, e de uma em uma hora. Eles não estão respeitando os trajetos e deixando os moradores no Morro de Sant'Anna, obrigando eles a subirem a pé. São trabalhadores, também vejo muito idoso descendo, pessoas com deficiência andando longos caminhos por conta disso. A gente paga pelo serviço e quer que ele seja oferecido com qualidade. Não é porque custa apenas R$1 que eles vão atender a população com má vontade. Um morador do Morro de Sant'Anna me disse que eles fizeram um abaixo-assinado para poder voltar a ter ônibus. A maioria ali depende do transporte público", ressalta Glauber Moreira.

A linha em questão é a A33, que faz o seguinte trajeto: Terminal Central, Rua Nova Aurora, Rua Francisco Portela, Rua Silva Jardim, Av. Amaral Peixoto, Rua Waldemiro Bitencurt, Rua Alcides Vieira, Rua Leopoldina de Araújo, Rua da Torre, Rua Luiz Machado Portugal, Rua Carlos Lacerda, Estrada Santa Mônica, Rua 06, Rua Principal ( Jardim Vitória ), Av. Melchiades Picanço, Rua Vila Lobos, Rua Alcides Mourão, Rua Gastão Henrique Shueler, Rod. do Petróleo, Term. N. Hospital (ida) e Term. N. Hospital, Rod. do Petróleo, Av. Gastão Henrique Shueler, Rua dos Ipês, Rua das Acácias, Rua Vila Lobos, Av. Melchiades Picanço, Rua Principal ( Jardim Vitória ), Rua 06, Estrada Santa Mônica, Rua Carlos Lacerda, Rua Luis Machado Portugal, Rua da Torre, Rua Leopoldina Araújo, Av. Amaral Peixoto, Rua Marechal Rondon, Rua Getúlio Vargas, Rua Santos Moreira, Rua Silva Jardim, Rua Velho Campos, Rua N. Aurora, T. Central (volta).*

De acordo com a prefeitura, o itinerário realizado pelos três coletivos que atuam na linha A33 (Terminal Central x Novo Hospital - Via Morro de Santana) encontra-se alterado no sentido Terminal Central x bairros pelo fato de haver uma interdição no Morro de Santana, determinada pela Defesa Civil. Ou seja, este bloqueio só permite que os ônibus façam a descida pelo Morro de Santana, no sentido bairros x Terminal Central. Após esta liberação, a linha voltará a circular em seu trajeto normal. 

*Dados fornecidos no site da empresa SIT. 







Autor: Marianna Fontes/ marifontes@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:


publicidade